Após dez anos sem fortes ocorrências, o fenômeno El Niño vem provocando grandes mudanças no clima brasileiro. Associado ao aumento da temperatura das águas no Atlântico, que aumentaram a umidade sobre a Amazônia, o fenômeno é um dos responsáveis pelo recorde de chuvas que vem castigando cidades, em especial, São Paulo.
A instalação do fenômeno provocou diferentes manifestações sobre as regiões do território nacional. Nas regiões Sudeste e Sul, as mudanças ocasionaram elevação das temperaturas no verão, o que aumentou a umidade e incidência de temporais nas localidades.
Já na Amazônia, a alta umidade sofrendo interferência dos fortes ventos oriundos do Oceano Pacífico, levaram as pancadas de chuva para o Sudeste.

COMPATILHAR: