A Fiat confirmou, nesta quarta (14), que dará férias coletivas a cerca de 1,9 mil funcionários no Polo Automotivo de Betim, na região metropolitana de BH.

Segundo informou a montadora, a medida atinge parte dos trabalhadores do segundo turno das linhas de produção e terá início na próxima segunda-feira (19), com duração de dez dias. 

O motivo é a irregularidade no fornecimento de peças, que está mais grave agora com a falta de componentes eletrônicos.

A fim de adaptar o ritmo de produção às condições atuais de volume e regularidade de fornecimento de componentes, o Polo Automotivo Fiat, de Betim, MG, concederá férias por 10 dias a parte dos trabalhadores do segundo turno de produção, a partir de segunda-feira, 19 de abril, com retorno programado para o dia 29. A medida envolve cerca de 1,9 mil empregados. A empresa continua em contato e em negociação com seus fornecedores para normalizar os fluxos de suprimentos”, informou em nota.

Na semana passada, o grupo Stellantis, que detém a marca Fiat, já havia confirmado que tomaria a medida, mas precisaria “bater o martelo” quanto ao período, o que foi divulgado nesta quarta (14).

A imprevisibilidade na entrega de peças e componentes eletrônicos tem levado as montadoras de todo o país a reavaliarem a escala de trabalho. Em março, a montadora já havia colocado em férias funcionário de uma das linhas de produção pelo mesmo motivo.  

Na última quinta-feira (8), cerca de 2.000 trabalhadores foram dispensados das linhas de produção 1 e 3 do segundo turno por falta de componentes.

Fonte: O Tempo Online

Comentários
COMPATILHAR: