Em fala para criticar o pedido de prisão do ex-chefe da Secom, Fábio Wajngarten, o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) chamou Renan Calheiros (MDB-AL) de “vagabundo” e disse que o relator da CPI da Covid está usando a comissão como “palanque”.

“Que a CPI busque colaborar com a vacina no braço do brasileiro. Salvar vidas. E não fazer de palanque como o senador Renan Calheiros tenta fazer aqui a todo o momento. Imagina a situação: um cidadão honesto ser preso por um vagabundo como o Renan Calheiros. Olha a desmoralização”, disse Flávio Bolsonaro.

Em seguida, o relator Renan Calheiros rebateu a acusação: “Vagabundo é você que roubou dinheiro”.

O filho do presidente Jair Bolsonaro ainda elogiou em sua fala o trabalho do presidente da CPI, senador Omar Aziz (PSD-AM). “Pessoa equilibrada, ponderada, já entendeu que não pode deixar a CPI se transformar em um circo”, disse Flávio.

O senador do Republicanos, que saiu em defesa do ex-chefe da Secom, disse que há contradições em outros depoimentos. “Mandetta mentiu aqui nessa mesa”, acusou ele, que depois afirmou que Aziz “salvou” a comissão ao não concordar com o pedido de prisão de Wajngarten.

Após a quebra de decoro, o presidente da CPI, Omar Aziz, interrompeu a sessão.

Fonte: Itatiaia

Comentários
COMPATILHAR: