Com o fechamento do ano de 2009, a Prefeitura irá receber da Caixa Econômica Federal convênios para obras de calçamento e pavimentação de ruas nos bairros Leal (atrás do GOT), Engenho da Serra, José Honorato de Castro, Vila José Branco, São Lourenço e Rosário. Há recursos também para a revitalização da Praça Padre Clemente, situada no bairro Alvorada.
Conforme o contrato, a previsão para o início das obras de calçamentos das ruas Zico Frade e Dr. Jadir da Fonseca, no bairro São Lourenço, e da rua Maria Rodrigues Gondim, no Rosário, é em janeiro. Essas ruas ganharão pavimentação de paralelepípedos, o valor do investimento é de R$ 100 mil.
Segundo informações da Secretaria de Comunicação, a avenida Vereador José Higino Filho também receberá calçamento. Nela, ainda será construído um passeio público e as demais ruas dos bairros citados também serão calçadas no início de 2010. A obra está orçada em R$408 mil.
Dentro desse projeto consta também a revitalização da Praça Padre Clemente, que ganhará um novo paisagismo, pintura e novos bancos. A data prevista para o começo da reforma é fevereiro e o valor da obra é de R$ 200 mil.
Calçamentos em 2010
No mês de novembro a Prefeitura de Formiga foi às ruas da cidade com a campanha ?Você pergunta, a Prefeitura responde?. Uma equipe percorreu as ruas da cidade e registrou questionamentos das pessoas nos locais onde elas vivem e trabalham. Das perguntas recebidas pela equipe da Secretaria de Comunicação, grande parte diz respeito a calçamentos das vias.
De acordo com o prefeito Aluísio Veloso/PT, para 2010, a previsão é de levar o calçamento aos bairros Mangabeiras, Maringá, Cristo, Vargem Grande, Saudade, Planalto, Alto da Praia, parte do Ouro Verde e do Ouro Branco, entre outras. ?É trabalho para o ano inteiro e já obtivemos os recursos. Além disso, vamos recuperar todo o entorno do Terminal Rodoviário, que tem mais de 20 anos de fundação e nenhuma grande obra de reconstrução até hoje diz o prefeito.
Aluísio Veloso ressalta que, quando assumiu a Prefeitura, cerca de 42% das ruas da cidade ainda não tinha calçamento. ?Nós já calçamos sete bairros, restando outros 15. Mas nosso governo é o que mais calçou ruas da cidade. Uma obra de calçamento é muito cara e a Prefeitura não possui recursos suficientes para fazer o trabalho sozinha. Por isso, cada vez mais, vamos aos governos estadual e federal em busca de recursos para calçamentos de bairros e recuperação de vias?, conclui.

Comentários