Nirlei Maria Oliveira, bibliotecária e escritora formiguense, lançará o livro de poemas Palav(Ar) no dia 27 deste mês.

No título do livro, a autora brinca com a palavra e as suas possibilidades de expressar outros sentidos, assim, a poesia é ar, é sustento, é respirar em meio ao caos, é vislumbrar a palavra enquanto potência do viver e conviver cotidianos instaurados. Encher os pulmões de ar é estar vivo em tempos pandêmicos.

A obra oscila entre as sensações da realidade do cotidiano, da observação do entorno e da imaginação, trazendo, dessa forma, uma coletânea de poemas produzidos nestes quase dois anos de pandemia, período em que a escritora retornou a sua escrita poética. 

O livro se divide em três partes. Uma primeira sobre o tempo e as questões cotidianas, alegrias, tristezas, angústias e um olhar crítico para os nossos dias.

Na segunda parte, seus poemas falam de amores e  desamores e por fim, na última parte –  uma dose de bom humor e leveza, onde brinca com os afazeres diários, entremeados com versos de  alegria e esperança em dias melhores!

O livro traz um frescor em sua estrutura física – pois prioriza o formato artesanal. A opção se deve pelo prazer em manusear um livro que carrega afetos na sua confecção e também para despertar os sentidos do leitor – para os poemas e para  este formato com suas possibilidades de reverberar sensações.

Com prefácio da poeta Rozana Gastaldi Cominal e  projeto gráfico  da editora Lunna Guedes, a confecção manual do livro é realizada pela Scenarium Livros Artesanais onde os livros são impressos, prensados, furados e costurados com linha de cetim. 

O livro está  em pré-venda e pode ser adquirido por encomenda no site da editora:  

ou no link na bio do instagram: @scenariumlivros

Sobre a autora

Poeta e bibliotecária com mestrado em ciência da informação, Nirlei Maria Oliveira é natural de Formiga e, atualmente, reside em Campinas-SP. Trabalha no IFSP, campus de Hortolândia. Atua com ações e projetos de estímulo à leitura. Organizadora da coletânea Quarentena Poética (2020). 

Tem poemas publicados nas revistas: Travessias Literárias, Cult – Lugar de Fala, Literatura e Fechadura, A Palavra No Agora do Museu da Língua Portuguesa, Literatura Brasileira no XXI, Partilhas Poéticas do Museu Ema Klabin, Acrobata, Tamarina Literária, Aboio, Ser MulherArte, Ruído Manifesto, Sucuru, Errancia  (Universidade Nacional Autônoma do México), Desvario, Entreverbo e Revista Toma Aí Um Poema!.

Tem poemas nas coletâneas: Enluaradas(2021), Mulheres Maravilhosas I e II (2021), Na força e no grito, na palavra persistimos!:Toma Aí Um Poema (2021 ), Casca, Azeda e Doce: 1ª Coletânea da Revista Tamarina Literária (2021) e Nascer pela Segunda Vez (2021), Mulherio das Letras para Elas ( 2021). 

Participou da exposiçãoPara fazer poesia hoje: a desdomesticação do olhar. Participa dos coletivos: Mulherio das Letras e Nua Palavra. 

Confira o Instagram:@oliveiranirlei

E Facebook: https://www.facebook.com/nirlei.oliveira.10

Comentários
COMPATILHAR: