Na quarta-feira (27), por volta de 16h, os policiais militares foram acionados a comparecer em uma loja de telefonia, na rua Barão de Piunhi, no centro da cidade, onde um rapaz denunciou que dois indivíduos estavam na cidade aplicando golpes em lojas de telefonia celular.
Então, iniciou-se um rastreamento, sendo os homens localizados. Feita a abordagem, foram identificados os acusados, sendo um homem de 36 anos e outro de 32, os quais haviam tentado aplicar um golpe na loja do denunciante.
Ao ser feita busca pessoal, foi encontrado com o rapaz de 36 anos um documento de identidade com sua fotografia, porém em nome de outra pessoa, que após consulta, contatou-se que era um documento falso.
Foram encontrados com os dois homens quatro aparelhos celulares de procedência duvidosa, os indivíduos contaram que, além dos dois, ainda havia um terceiro comparsa e que eles utilizavam um Uno, cor preta, placa HOJ-8349, da cidade de Belo Horizonte.
Novamente, iniciou-se o rastreamento, sendo o veículo localizado no estacionamento de um supermercado, no centro da cidade. Ao ser realizada uma busca, foram encontrados no interior do veículo vários objetos e documentos, que eram utilizados nos golpes aplicados, além de um aparelho celular em embalagem lacrada, com nota fiscal de uma loja da cidade de Lagoa da Prata.
Diante dos fatos, os suspeitos foram presos, sendo conduzidos à Delegacia da Polícia, onde foram entregues, juntamente com todos os materiais apreendidos. O veículo utilizado pelos indivíduos, o qual pertence a uma locadora de veículos de Belo Horizonte, foi apreendido e recolhido ao pátio do Socorro Retina.
Constatou-se que os autores também haviam praticado delitos em outras cidades, como Arcos e em Lagoa da Prata, pois foram reconhecidos por algumas vítimas na Delegacia de Polícia, durante o registro do BO. Os acusados tiveram suas prisões ratificadas pela autoridade de Polícia Civil, a qual foi entregue os materiais apreendidos.

Comentários
COMPATILHAR: