Um novo estudo divulgado por cientistas britânicos mostra que grávidas com câncer podem transmitir a doença para o bebê.
Os pesquisadores provaram que células doentes da mãe podem atravessar a placenta e infectar bebês saudáveis, ainda no útero materno. Eles chegaram a esta conclusão a partir do caso de uma japonesa grávida que teve leucemia.
Uma mulher jovem, de 28 anos, deu à luz o bebê aparentemente saudável, mas depois, veio o diagnóstico. Foi aí que os médicos japoneses pediram ajuda para os cientistas do instituto do câncer de Londres.
Eles começaram a investigar e descobriram que o sistema imunológico da criança não reconheceu as células cancerosas. Ou seja, não conseguiu destruir as células estranhas, como se esperava. Felizmente este é um caso raro.
Até agora, só existem 17 casos documentados como este e todos associados a dois tipos de câncer: leucemia e melanoma.
Neste caso que a gente citou, a grávida morreu e a filha está em tratamento.

Comentários
COMPATILHAR: