Não há dúvida de como a vida das mulheres sofreu mudanças significativas. Felizmente, foi-se a época em que as mulheres ficavam restritas ao espaço doméstico, sem direito à escolaridade e ao voto.
Assim, de simples donas de casa e mães de família, elas hoje estão em todos os lugares, nas empresas, nas repartições públicas, nos movimentos sindicais e até mesmo na política. Nas eleições deste ano, por exemplo, o país pode ter a primeira presidente, já que Dilma Rousseff é uma forte candidata à sucessão de Luís Inácio Lula da Silva.
Ainda é necessário mudar muitas coisas, mas as mulheres conquistam a cada dia mais seu espaço, derrubando as barreiras do preconceito. É preciso principalmente reduzir os índices de violência contra a mulher, pois muitas ainda são vítimas de maus tratos, vítimas de crimes passionais e subestimadas.
Felizmente a Lei Maria da Penha veio para ajudar a mudar esta realidade, muitas mulheres já estão perdendo o medo de denunciar os parceiros que as agridem, mas muitas ainda temem retaliação e vivem sofrendo com as constantes ameaças.
Na reunião da Câmara desta segunda-feira, a delegada da mulher em Formiga, Danielle Aguiar Carvalho, fará uso da Tribuna para falar sobre a violência contra a mulher formiguense e apresentará os dados para que a população possa conhecer a realidade local e os trabalhos desenvolvidos.

Homenagens
Durante a reunião da Câmara Municipal, também será feita uma homenagem às mulheres e uma homenagem especial à vereadora Rosimeire Ribeiro de Mendonça/PMDB, pelos relevantes serviços prestados à população formiguense.
Neste domingo, o Formiga Esporte Clube (FEC) também homenageou as mulheres e distribuiu rosas às torcedores antes do amistoso contra os juniores do Cruzeiro.
Amanhã, dia 9, haverá um evento dedicado às mulheres, promovido pela Câmara da Mulher Empreendedora de Formiga em parceria com a Associação Comercial de Serviços e Agronegócios de Formiga (Acif), a Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) e o Country Clube de Formiga. O evento ocorrerá na sede do Country Clube, das 14h às 21h. A programação conta com atividades de lazer, cuidados com a saúde, dicas de beleza, informação, coffee-break e show ao vivo.

As origens do Dia da Mulher
A existência de um Dia Internacional da Mulher foi proposta na virada do século XX, no contexto da Segunda Revolução Industrial. Nessa ocasião, houve a incorporação da mão de obra feminina na indústria. As condições de trabalho, frequentemente insalubres e perigosas, eram motivo de frequentes protestos por parte dos trabalhadores. As operárias em fábricas de vestuário e indústria têxtil foram protagonistas de um desses protestos contra as más condições de trabalho e os baixos salários, em 8 de março de 1857, em Nova Iorque.
Divesos protestos ocorreram nos anos seguintes, destacando-se o de 1908, quando 15 mil mulheres marcharam sobre a cidade de Nova Iorque, exigindo a redução de horário, melhores salários e direito ao voto.
O primeiro Dia Internacional da Mulher foi celebrado em 28 de Fevereiro de 1909 nos Estados Unidos da América, por iniciativa do Partido Socialista da América. Já em 1910, ocorreu a primeira Conferência Internacional de Mulheres, em Copenhaga (Dinamarca), ocasião em que foi aprovada a proposta da socialista alemã Clara Zetkin de instituição de um Dia Internacional da Mulher.
Em 25 de Março de 1911, um incêndio na fábrica da Triangle Shirtwaist causou a morte de 146 trabalhadores – a maioria costureiras. O número elevado de mortes foi atribuído às más condições de segurança do edifício. Este foi considerado como o pior incêndio da história de Nova Iorque, até 11 de setembro de 2001. Para Eva Blay, é provável que a morte das trabalhadoras da Triangle se tenha incorporado ao imaginário coletivo como sendo o fato que deu origem ao Dia Internacional da Mulher.
Na Rússia, as comemorações do Dia Internacional da Mulher foram o estopim da Revolução Russa de 1917. Em 8 de março de 1917 (23 de fevereiro pelo calendário juliano), a greve das operárias da indústria têxtil contra a fome, contra o czar Nicolau II e contra a participação do país na Primeira Guerra Mundial precipitou os acontecimentos que resultaram na Revolução de Fevereiro.

COMPATILHAR: