Pelo menos três pessoas caíram em um golpe e alugaram casas de um suspeito de estelionatário em Varginha. Segundo a Polícia Militar, o suspeito foi localizado na sexta-feira (14).

Segundo o responsável por uma das imobiliárias, o homem foi até a imobiliária, fez todo o procedimento de praxe e pegou as chaves de uma das residências disponíveis para locação e as devolveu em seguida, dizendo não ter interesse pelo imóvel.

A imobiliária descobriu que havia uma pessoa morando na casa alguns dias depois. A vítima acionou a imobiliária depois que ela percebeu que as chaves não abriam todas as portas.

“Fomos acionados por uma testemunha, momento em que foi descoberto o golpe. A vítima contou que o suspeito ofereceu a casa em uma rede social pelo valor de R$ 600, pedindo um pagamento antecipado. Em seguida, a mulher demonstrou interesse pela casa e chegou a receber até um falso contrato. Ao pegarmos o documento, vimos que as informações não batiam. O valor original ofertado pelo dono do imóvel é de R$ 900.”, relata Luís Paulo Rosa, coordenador comercial da imobiliária.

Ao chegar na casa, havia outro caminhão de mudança com os itens de outra vítima. As vítimas fizeram os boletins de ocorrência e a imobiliária apresentou os vídeos do momento em que o homem pegou as chaves do local.

O responsável por outra imobiliária da cidade filtrou o nome do suspeito no sistema e encontrou nos registros que ele havia ido ao local há um mês. Em seguida, foi descoberto mais uma vítima do golpe em outra residência.

“Pegamos a chave do imóvel, fomos até a casa e vimos que havia um quarto trancado. Em seguida, nós solicitamos um chaveiro. No local, havia um forno micro-ondas e várias sacolas e a casa estava limpa. Fizemos contato com o proprietário e ele confirmou não ter alugado o imóvel”, afirma Fernando César Silva Cavalcanti, sócio proprietário da imobiliária.

Fernando informou que esta pessoa, que pode ter sido vítima do golpe, ainda não foi encontrada. A imobiliária segue investigando o caso.

Os responsáveis pelas imobiliárias destacam a importância de, ao locar algum imóvel, a pessoa interessada procure uma imobiliária de confiança para não correr riscos. Ambos enfatizaram o cuidado de rotina ao emprestar chaves de residências para clientes, informaram que é preenchido um formulário e é solicitado os documentos pessoais.

Segundo a Polícia Militar, o suspeito de 35 anos foi encontrado. Porém, ele não foi preso por não ter sido registrado o flagrante. As vítimas que registraram o boletim de ocorrência foram orientadas pela polícia.

Fonte: G1

Comentários
COMPATILHAR: