A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) autuou em flagrante um homem, de 57 anos, suspeito de maus-tratos a pássaros silvestres. Ele foi preso após ser surpreendido mantendo em cativeiro pássaros da fauna silvestre, catalogados como animais em extinção, na comunidade do Tabua, em Januária, Norte de Minas.

A Polícia Militar apreendeu, na quinta-feira (28), 201 aves em cativeiro irregular e bastante debilitadas. Foram resgatados 150 papagaios-verdadeiros, 45 araras-canindé, cinco trinca-ferros e um sofrê.

A Polícia suspeita que o investigado vendia os pássaros em outras cidades, como São Paulo, uma vez que já foi autuado em flagrante por crime semelhante. As investigações apontam que a filha dele, menor de idade, também estaria envolvida.

O homem foi liberado após pagamento de fiança no valor de R$ 50 mil, e a adolescente responde a procedimento próprio.

Fonte: Polícia Civil

Comentários