A câmera de segurança de uma agência lotérica em Divinópolis registrou nesse sábado (20) uma cena inusitada, em que um homem, que estava dentro da agência pega ‘emprestada’ uma máscara usada e coloca no rosto para ser atendido no caixa. 

O caso ocorreu no estabelecimento localizado na Avenida Paraná no Bairro Catalão. Uma funcionária da agência lotérica, que preferiu não ser identificada, disse que viu que ele estava sem a máscara e o questionou.

“Ele estava na fila, e eu vi que estava sem a máscara. Perguntei para ele: cadê a máscara? Ele é um senhor idoso e não fala, então só fez um gesto como quem diz: não está aqui”, conta.

Ainda segundo a funcionária, não é a primeira vez que esta pessoa entra no local sem a máscara.

“Ele é um cliente antigo da lotérica e nas vezes anteriores que foi lá sem a máscara, ele não foi atendido”, contou.

Máscara ‘emprestada’

As imagens registradas pela câmera de monitoramento da agência mostram o momento em que o homem aborda uma outra pessoa que havia acabado de sair do caixa, coloca a mão no rosto dele e retira a máscara que ele estava usando.

Em seguida, ele coloca no rosto dele e segue na fila aguardando o atendimento.

“Sai do caixa que estava atendendo e fui falar com eles. Disse para os dois que não era justo o que estava fazendo por que as outras pessoas que estavam ali na fila estavam seguindo às recomendações contra a Covid certinho. Ele como não fala, chegou a demonstrar uma reação nervosa como se tivesse me xingando”, lembrou a funcionária.

Ainda segundo a funcionária do local, mesmo ele usando a máscara de outra pessoa, se aproximou até o guichê de atendimento e foi atendido. Depois, deixou logo o local.

G1 questionou a funcionária se a situação foi registrada na Polícia Militar (PM) ou na Vigilância Sanitária. Mas, ela disse que não e que o cliente foi avisado que, caso a situação ocorresse novamente ele não seria atendido e a polícia seria acionada.

Decreto

Desde o dia 14 está em vigor na cidade um decreto que torna o uso da máscara obrigatório em estabelecimentos comerciais e vias públicas. Conforme ainda o decreto, a pena para quem descumprir é uma multa no valor de R$87 que será lançada no nome da pessoa através do CPF dela.

Fonte: G1

Comentários
COMPATILHAR: