A Secretaria de Estado de Saúde (SES) enviou neste fim de semana ao Hospital São José, mantido pela Fundação Hospitalar São Vicente de Paula em Nova Serrana, 100 unidades do kit intubação – medicamentos essenciais para manter o paciente sedado durante o tratamento contra a Covid-19.

A unidade confirmou o recebimento dos kits distribuídos pela SES-MG, no sábado (17), após o Estado ter recebido 133.215 unidades de fármacos do Governo Federal, para atender, de forma emergencial, 20 hospitais em níveis considerados críticos. A medida contempla instituições com estoques suficientes para três dias ou menos de cobertura.

O Hospital São José informou que as unidades são suficientes para três dias de atendimento de pacientes em tratamento por Covid-19. O quantitativo de medicamento está relacionado ao peso do paciente em tratamento e prescrição médica.

O estoque de medicamentos em Nova Serrana estava praticamente zerado no fim da semana passada. Na falta de medicamentos, o hospital, a exemplo de outras unidades hospitalares do estado e país, estava utilizado medicamentos alternativos.

Medicamentos

Os kits são compostos por midazolam, propofol e besilato de cisatracúrio, itens essenciais à sedação dos pacientes. Parte dos medicamentos foi enviada pelo Ministério da Saúde (108.215 unidades) e também houve a aquisição, pelo Estado, de 25 mil unidades de midazolam.

Estoque

A SES-MG ressaltou que o estoque de sedativos utilizados na intubação dos pacientes de Covid-19 encontra-se em nível não recomendável para o enfrentamento da pandemia, mesmo com a chegada destes insumos. As unidades hospitalares, que antes trabalhavam com estoque de 60 dias ou mais, enfrentam dificuldades no abastecimento.

Para fazer frente a este cenário, Minas Gerais conta com a rede solidária da Saúde Pública, que permite o remanejamento de insumos entre as instituições que observam aumento no consumo destes medicamentos.

O objetivo é atender os hospitais mais necessitados e com estoque mais baixos, a partir de unidades que detenham estoques mais estáveis, garantindo, de modo emergencial, a adequada assistência aos pacientes.

Fonte: G1

Comentários