Fiéis católicos terão que pagar para participar dos dois eventos públicos com o papa Bento XVI em sua viagem ao Reino Unido em setembro, informaram autoridades da Igreja Católica inglesa nesta quarta-feira (28). As cobranças – provavelmente as primeiras em um evento com um papa – serão para o transporte na vigília de oração no Hyde Park (10 libras, cerca de R$ 27,4) e para a beatificação do cardeal John Henry Newman em Birmingham (25 libras, o equivalente a R$ 68,8), esta última com 700 mil ingressos disponíveis.
Em Roma, no entanto, o porta-voz do Vaticano, reverendo Federico Lombardi, disse que entende que os fiéis sejam convidados a dar uma contribuição pela visita, mas que não serão impedidos de entrar se não pagarem. Segundo ele, no entendimento do Vaticano, não será exigido nada de quem não puder pagar.
A visita de Bento XVI de quatro dias pela região tem sido permeada de controvérsias, com centenas de britânicos assinando petições contra a presença do pontífice após os escândalos sexuais envolvendo padres católicos.
O governo anterior, do primeiro-ministro Gordon Brown, convidou o papa, decisão que não foi desfeita pela nova coalizão governista, apesar do desconforto público.
A visita de Bento XVI ao Reino Unido será a primeira de um papa desde a ida de João Paulo II em 1982. Durante a viagem, ele encontrará com a rainha Elisabeth II e presidirá a beatificação de Newman, um importante anglicano do século XIX convertido ao catolicismo.

COMPATILHAR: