Sidney Ferreira não é mais provedor/interventor da Santa Casa de Caridade de Formiga. Por decisão do juiz Ramon Moreira, o cargo será ocupado, a partir de agora, pelo contador Waltercides Montijo (Waltinho), que compunha a mesa administrativa como tesoureiro, mas que havia pedido o afastamento da função no mês de julho.

 A decisão do juiz ocorreu após a assembleia geral, realizada no auditório da CDL na quarta-feira (26). Durante a reunião, os irmãos benfeitores presentes, pediram a manutenção de Sidney no cargo até as eleições para a nova mesa administrativa, ao tomarem ciência de que naquele mesmo dia, o então provedor/interventor, havia protocolado documento junto à promotora da Curadoria de Saúde, Clarissa Gobbo dos Santos, colocando seu cargo à disposição. Sidney compunha a comissão desde o início e passou a atuar como provedor após a saída de Rui Sobreira, que deixou o cargo em 28 de janeiro.

Todos os demais membros da mesa, o contador Carlos Lamounier, a ex-secretária de Saúde, Maria Inês Macedo e o vereador José Geraldo da Cunha (Cabo Cunha) já haviam pedido, junto ao Judiciário, o afastamento de suas funções, para as quais haviam sido anteriormente nomeados. 

Na decisão em que foi nomeado como Interventor, Waltercides Montijo e fixada sua remuneração em R$12 mil, também foi destituída a antiga mesa administrativa interventora.

Até então, a função enquanto exercida por Sidney, que também cumulava o cargo de Provedor, não era remunerada.

A intervenção na Santa Casa de Caridade, realizada a pedido do Ministério Público, teve início no dia 19 de dezembro do ano passado devido a uma grave crise financeiro/administrativa

Redação do Jornal Nova Imprensa

Comentários