Os vereadores aprovaram na manhã desta sexta-feira (17), em reunião extraordinária, o projeto 351, autorizando o Executivo a conceder por meio de subvenção social à Associação dos Amigos da Cultura da Cidade de Formiga (AACCF) o valor de R$30 mil para auxiliar na realização do festival Formiga Sônica. 

Em abril, a Câmara havia aprovado um projeto que, já foi sancionado pelo Executivo, autorizando a administração a arcar com gastos com a estrutura do evento (iluminação, palco, banheiros químicos etc.), até o valor máximo de R$30 mil.

Na segunda-feira (13) quando os organizadores foram apresentar as notas dos gastos para que a Prefeitura quitasse as contas começou toda a “confusão”. Os organizadores foram informados pelo secretário de Cultura, André Gouvêa  que o Legislativo arcaria com os gastos, o que não constava na lei.

Diante da informação, os organizadores foram na reunião dessa semana para buscar uma solução após serem informados sobre o problema.

Diante da situação, o presidente da Câmara Evandro Donizeth da Cunha (Piruca), em nome dos 10 vereadores fez um acordo com o André Gouvêa de que arcaria com 50% dos gastos, ou seja, R$ 15 mil se a Prefeitura arcasse com os outros 50%. Na terça-feira (14) durante reunião na Prefeitura, o chefe de Gabinete e secretário de Administração e Gestão de Pessoas, José Terra de Oliveira Junior (Terrinha) se comprometeu em arcar com os outros 50% até o final da semana.

Como na lei não previa os gastos com as bandas que, conforme informa o edital do festival, as 10 bandas participantes receberão um cachê simbólico de R$1.500 abatidos 12% de impostos, e os gastos com as oficinas, o Legislativo teve que marcar uma extraordinária para aprovar mais R$ 30 mil para os demais gastos do evento.

Aprovado por unanimidade por seis votos a zero, a organização do festival receberá por meio da AACCF o valor de R$ 30 mil para arcar com as demais despesas. Dessa forma, a semana que começou turbulenta terminou bem e a possibilidade de cancelamento do evento foi salva primeiramente pelo repasse dos 50% feito pela Câmara, na segunda-feira (13) e pelo segundo projeto aprovado pelo Legislativo nesta sexta-feira (17).

camara 2

Os organizadores e o secretário de Cultura, André Gouvea na votação desta sexta (Foto/Priscila Rocha)

O festival

As oficinas do festival foram realizadas de segunda (13) a quinta-feira (16) e os temas  abordados foram:

 -“Arranjos e Harmonia”
 Palestrante: Paulo Márcio da Costa (Paulinho do Skank) maestro da Emmel;

 

 -“Produção de Mídias nas Redes Sociais”
  Palestrante: profissionais da produtora de Divinópolis Engenharia de Ideias;

 – “A Evolução da Bateria e Suas Levadas”
  Palestrante: James Allen Duchowny (Jimmy Duchowny), baterista americano,

– “Música e Mercado de Trabalho”
Palestrante: Deivyd Alves, multi-instrumentista e professor da Emmel.

Neste sábado (18) e domingo (19) será realizada a tão aguardada apresentação das bandas. Confira a programação:

Sábado

15h-Made of Stone
16h- 
Lively Water
17h- 
Os Sônicos
18h- 
Chula Rock Band
19h- 
Made of Stone

Domingo

15h- Volta Elétrica
16h- Taverna
17h- Somba
18h- Dielogue
19h- Facção Caipira

 

Relembrando

No ano passado o festival não foi realizado, pois a Prefeitura alegou que poderia oferecer apenas R$ 10 mil para arcar com o evento. Dessa forma o festival foi cancelado, de acordo com o orçamento feito pela organização R$ 45 mil seriam necessários para realizar o Formiga Sônica.
Nesse ano, com uma lei já sancionada e o projeto aprovado, a organização do evento poderá receber até R$ 60 mil.

 

Priscila Rocha

Comentários
COMPATILHAR: