Recente levantamento da consultoria européia Bernstein Researsh, apontou o minuto da telefonia móvel brasileira como a segunda mais cara do mundo, perdendo somente para a África do Sul. A proximidade dos valores dos países do continente africano, onde a infraestrutura é precária, se deve ao fato do governo brasileiro não abrir mão dos impostos, além da tarifa extra para ligações entre operadoras concorrentes.
Segundo os dados, o consumidor no Brasil paga, em média, R$ 0,45 o minuto, em chamadas locais para celulares da própria operadora. Quando a ligação é para a concorrente, o minuto passa para R$ 1,00, uma vez que a carga tributária para esse serviço, que é de 40% do preço, é acrescida pela taxa de interconexão de 40%.
Segundo a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), existe um novo modelo para custos de serviços prestados pelas operadoras de telefonias móveis. A previsão para conclusão do estudo é de 18 meses.

COMPATILHAR: