O presidente Luiz Inácio Lula da Silva anunciou, durante seu programa de rádio ?Café com o presidente? desta segunda-feira (26), investimentos de R$ 41 bilhões nas áreas ligadas à ciência e à tecnologia. Esse dinheiro será, segundo Lula, diluído entre 2007 e 2010. ?O investimento vai trazer retorno e fazer com que o Brasil se torne mais senhor da situação?, afirmou.
De acordo com Lula, o plano de inovações e investimentos está dividido em quatro frentes distintas, chamadas de ?prioridades?. São elas: 1) expansão e consolidação do sistema nacional de ciência, tecnologia e inovação, cuja meta é ampliar e fortalecer a parceria com estados e municípios; 2) promoção das inovações tecnológicas nas empresas; 3) pesquisa e desenvolvimento em áreas estratégicas, como tecnologia da informação, biocombustíveis, agronegócios e insumos para saúde e energia nuclear; e 4) ciência e tecnologia como instrumentos para o desenvolvimento social.
?A meta é atingir, até 2010, o investimento 1,5% do PIB (Produto Interno Bruto) em pesquisa, desenvolvimento e inovação. Em 2006, o investimento foi 1,02% do PIB?, disse o presidente.
Segundo Lula, é necessário colocar dinheiro em ciência e tecnologia para colocar o país no rumo certo. ?Sem fazer investimentos não daremos o salto de qualidade que precisamos dar para competir nesse mundo competitivo. O Brasil precisa produzir coisas importantes?, afirmou. ?O Brasil não pode ser um país que tenha uma parte forte nas suas exportações de protudos inaturas, grãos e minério de ferro. Importante é transforma isso em produtos sofisticados e ganhar mais dinheiro com exportações?, acrescentou.

Comentários