Um filhote de macaco foi encontrado morto, na zona rural de Arcos, na sexta-feira (24). Segundo a Zoonose do município, o primata não apresentava sinais de acidente.

De acordo com o Supervisor da Zoonose, Jaime Silveira Lacerda, o macaco foi recolhido e encaminhado para a Gerência Regional de Saúde (GRS), de onde será levado para o Instituto Evandro Chagas, no Estado Pará, que fará os exames para confirmar se a causa da morte foi por febre amarela. O laboratório tem até 90 dias para emitir o laudo.

Jaime informou ainda que a equipe dele irá realizar uma varredura nas proximidades do local onde foi encontrado o macaco, para verificar se há outros animais mortos.

(Foto: Ascom)

A Secretaria Municipal de Saúde informou que a única forma de prevenção é a vacina e que 100% da zona rural, área de maior risco, já foi visitada. Na última semana, foi feito um trabalho de casa em casa com o intuito de atingir 100% dos moradores da zona rural. Aqueles que ainda não tomaram a vacina devem procurar o posto de saúde mais próximo.

É importante afirmar que até o momento não há caso de epizootia confirmado em Arcos e que a Secretaria de Saúde está atenta e vem fazendo um trabalho de vacinação intensificado, inclusive com extensão de horário nos PSF’s, em dias específicos.

A Secretaria de Saúde pede à população que colabore na eliminação de focos do mosquito Aedes Aegypti, que também é transmissor da febre amarela.

 

Fonte: Portal Arcos ||

Comentários