Lorene Pedrosa

No início da tarde dessa segunda-feira (2), estiveram reunidos na sede da Secretaria de Cultura de Formiga, membros da administração municipal, organizadores do Mini Miss Formiga e mães de crianças que participaram do concurso.

A reunião, agendada pelo secretário de Cultura, Alex Arouca, colocou fim aos questionamentos levantados por mães de várias concorrentes que tinham dúvidas sobre a legitimidade da escolha da nova mini miss do município, Laura Faria Silva, que, no mês de julho, havia feito um curso de modelo e interpretação, promovido pela Thwa, mesma agência que realizou o evento Mini Miss Formiga.

Até então, as mães acreditavam que o evento era um “jogo de carta marcada” e que as filhas delas não teriam condições de competir com uma criança mais preparada e reclamavam de não terem sido alertadas sobre isso pela organização, além de outras questões.

Na reunião, esteve presente o diretor da Thwa, Sebastião Teixeira da Costa conhecido como Thião Costa, que, na oportunidade, dentre os vários argumentos apresentados para comprovar que nunca houve qualquer tipo de fraude ou mesmo intensão de beneficiar quaisquer das candidatas, apresentou as pastas com as notas dadas por todos os jurados, mostrando que as três primeiras colocadas receberam notas menores em alguns quesitos que outras meninas e que venceram graças ao somatório das notas e que tratou-se de um resultado “apertado”.

Outra reclamação das mães foi a mudança, de última hora, da coreografia de apresentação, o que teria deixado as meninas, em especial as mais novas, confusas e inseguras. Porém, para o diretor da agência não foi isso que ocorreu. Para ele “houve apenas um esforço de adaptar o grupo ao local para ajudar no resultado das fotos”.

Thião ainda informou sobre o fato da vencedora do concurso não ser agenciada e ter apenas participado de um curso oferecido pela Thwa. Falou sobre prejuízos na realização do evento, que chegaram a R$3 mil, e explicou os motivos pelos quais trouxe toda a equipe de jurados de Belo Horizonte, tendo como exceção a ex-miss Daniela Bottrel, o que segundo ele, dava mais credibilidade e mais certeza de que a escolha seria justa.

Por fim, as duas mães presentes concordaram com boa parte dos pontos apresentados pela organização do concurso e se deram por satisfeitas com as explicações apresentadas.

Comentários
COMPATILHAR: