A chamada Internet das Coisas deve ganhar corpo em 2014. O número de máquinas conectadas à internet móvel ? grupo que não inclui computadores como smartphones, tablets e laptops ? saltará 28% neste ano, de 195 milhões para 250 milhões de aparelhos.
A previsão é da associação de operadoras de telefonia GSMA e se justifica pela proliferação de carros, relógios e até termostatos conectados. Hoje, gadgets desses tipos são apenas 2,8% das conexões móveis.
Cerca de 40% das operadoras em todo o mundo oferecem serviços de conexão entre máquinas (ou M2M, de ?machine to machine?, como se diz no jargão do meio), mercado que cresceu 38% ao ano desde 2010. Entre os dispositivos que dependem de M2M estão máquinas de venda automática que alertam fornecedores para o fim do estoque e termostatos que monitoram o uso de energia. O aparelho mais famoso desse último grupo é o da Nest, recentemente comprada pelo Google por US$ 3,2 bilhões.
As operadoras apostam que são essas máquinas que vão proporcionar a próxima onda de crescimento no setor, enquanto o mercado de telefonia móvel se aproxima da saturação. A indústria automotiva é um dos segmentos de maior crescimento do mercado por causa de serviços como acesso à internet dentro do carro e monitoramento de tráfego em tempo real.

Comentários
COMPATILHAR: