Depois de mais de um mês na fase menos restritiva do programa “Minas Consciente”, a macrorregião Oeste regrediu para a Onda Amarela. As determinações foram divulgadas pelo Estado nessa quarta-feira (2), que também atualizou as definições das microrregiões.

Geralmente, as classificações passam a valer a partir do próximo sábado (5); Divinópolis e Formiga regrediram. Contudo, o Governo de Minas informou que as determinações para as macrorregiões começam nesta quinta-feira (3). As micros seguem a partir de sábado, segundo o Estado.

Com a deliberação do Comitê Extraordinário Covid-19 desta quarta, as seguintes macrorregiões estão na Onda Amarela: Vale do Aço, Centro, Centro Sul, Oeste, Sul e Sudeste; as macrorregiões Nordeste, Jequitinhonha, Leste e Leste do Sul estão na fase mais restritiva, a Vermelha. Triângulo do Norte, Triângulo do Sul e Noroeste, estão na Onda Verde.

De acordo com o Estado, foi identificado uma alta de 27% no índice de contaminação da Covid-19 na última semana. Por isso a macrorregião Oeste, e outras três, retornam à Onda Amarela do plano estadual.

Na fase Amarela em que a macrorregião Oeste está, são permitidos serviços como academias, salões de beleza, clubes, além do consumo em bares e restaurantes. Para isso, é preciso que as regras de higiene, distanciamento e lotação máxima, sejam seguidas.

De acordo com o Estado, por conta do alerta para o contágio em Minas Gerais, é recomendando que as pessoas mantenham as medidas de distanciamento e isolamento social, além do uso constante de máscara e álcool em gel.

Caso as ondas indicadas para as macro e microrregiões sejam diferentes, caberá a cada prefeito de cada cidade optar por qual das duas recomendações seguir. As informações são divulgadas semanalmente no site do “Minas Consciente”.

Fonte: G1

Comentários
COMPATILHAR: