Minas Gerais reduziu de cinco para quatro meses o intervalo para aplicação da terceira dose da vacina contra a Covid-19. A medida tem como objetivo evitar que a nova variante Ômicron do coronavirus se espalhe pelo Estado. 

A informação foi divulgada pelo secretário de Estado de Saúde, Fábio Baccheretti, durante coletiva de imprensa realizada na manhã desta sexta-feira (17), na Santa Casa de Belo Horizonte. Uma deliberação foi publicada nessa quinta (16). 

Em Minas, cinco casos da cepa são investigados. O resultado de quatro deles deve ser divulgado ainda hoje, de acordo com o titular da pasta.

“Parte da população não está buscando o reforço. O que já se sabe da Ômicron é que a eficácia da vacina é reduzida com duas doses, mas com a terceira aumenta a eficácia. Dessa forma, os municípios que tiverem doses estocadas para terceira, pode convocar a população para quatro meses de intervalo. Agora é correr atrás do reforço para estarmos preparados para a Ômicron. A vacina certamente é a única saída que a gente possa ter para qualquer uma que surgir”, afirmou.

Fonte: Hoje em Dia

Comentários