O Ministério Público de Minas Gerais, por meio do promotor Laurénce Albergaria Oliveira, abriu inquérito civil para investigar a realização de obras do município em rodovia de responsabilidade da União.
A denúncia foi feita pelo vereador Mauro César Alves de Souza, que foi informado sobre a instauração de inquérito, por meio de ofício enviado à Câmara no dia 26 de fevereiro.
No dia 21 de novembro de 2014, o jornal Nova Imprensa divulgou matéria sobre uma obra realizada pela administração municipal de Formiga na BR-354. Na época, caminhões da Prefeitura transportavam terra retirada das margens da rodovia, na altura do entroncamento com a vicinal que atende parte das chácaras existentes na comunidade da Fazenda Velha e a depositavam no Aterro Sanitário, a uma distância de aproximadamente 10 km, ida e volta.
Segundo informações obtidas junto à Secretaria de Comunicação, seria feita uma correção no traçado da rodovia, para preservar vidas e evitar acidentes; além de esta ser uma antiga reivindicação dos moradores daquela região. Porém, trata-se de uma rodovia federal, e mudanças em seu traçado, não são permitidas sem autorização de órgãos competentes.
Outro problema identificado durante a realização da obra, foi o transporte irregular da terra retirada das margens da rodovia em veículos do município, em flagrante desrespeito às leis de trânsito (falta de lona), porém, sobre esse assunto, a Prefeitura não se prenunciou à época.

Comentários
COMPATILHAR: