Na sexta-feira passada (3), teve início o trabalho de prevenção à dengue em Formiga, com um ?Pedágio Educativo?, organizado pela equipe do Programa de Educação em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde. Como continuidade aos trabalhos, está sendo preparada uma grande mobilização social em diversos pontos do município, com o intuito de conscientizar a população sobre os perigos da dengue.
A equipe de Educação em Saúde está preparando uma encenação para os grupos operativos das unidades de saúde e outra para alunos de escolas públicas e particulares de Formiga. Por meio das encenações, com diálogo interativo, os profissionais vão debater informações sobre a doença, sobre o mosquito transmissor, tratamento, prevenção, notificação, entre outros fatores. A mobilização será realizada durante todo o mês de outubro.
O primeiro local a receber a encenação será o posto da saúde Diego Souto, no dia 9 de outubro, a partir de 14h. O posto fica na rua Inhazinha Pires, 187, bairro Nossa Senhora de Lourdes. Diversas escolas e unidades de saúde já confirmaram a data da mobilização (confira no download).
De acordo com Luciene Cristina da Silva, integrante da equipe Educação em Saúde, até o final do ano, uma série de atividades será realizada com o intuito de conscientizar toda a população sobre os perigos da dengue. Luciene lembrou ainda que no mês de outubro deverá ser realizado um Mutirão de Coleta Seletiva em toda cidade.

Chuvas
Com o aumento da temperatura e das chuvas, cresce o perigo da dengue. A ação mais simples para se prevenir a dengue é evitar o nascimento do mosquito, já que não existem vacinas ou medicamentos que combatam a contaminação. Para isso, é preciso eliminar os lugares que eles escolhem para a reprodução.
A regra básica é não deixar a água parada, principalmente limpa, em qualquer tipo de recipiente.
Como a proliferação do mosquito é rápida, além das iniciativas governamentais, é importante que a população também colabore para interromper o ciclo de transmissão e contaminação. Para se ter uma idéia, em 45 dias de vida, um único mosquito pode contaminar até 300 pessoas.

Comentários