A quantidade de pessoas com o vírus HIV em 2010 atingiu o recorde de 34 milhões em todo o mundo, anunciou a Organização das Nações Unidas nesta segunda (21). A explicação para o número elevado é a generalização dos tratamentos que prolongam a vida dos soropositivos. A população de portadores do vírus é 17% maior que em 2001.
Há apenas alguns anos, parecia impossível falar sobre o fim da epidemia a curto prazo. No entanto, a ciência, o apoio político e as respostas comunitárias estão começando a dar frutos claros e tangíveis, disse o diretor da Unaids (órgão da ONU), Michel Sidibe. Hoje, metade dos portadores do vírus recebe algum tipo de tratamento. O documento divulgado revela que mais de 700 mil mortes relacionadas com a aids foram evitadas em função desses cuidados.
A África subsaariana ainda é a região onde o vírus faz mais vítimas ? 5% da população adulta ? seguida de Caribe e Rússia (ambos com taxa de 0,9%). Na América Latina, o número segue estável desde o início da década passada: 0,4% de prevalência entre adultos.

Comentários
COMPATILHAR: