Uma parceria entre o Banco Municipal de Alimentos Maria Athanázia de Freitas (BMA) e o Centro de Referência da Assistência Social (Cras I) promoveu a Oficina de Segurança Alimentar e Nutricional. O evento ocorreu na terça-feira (22), na sede do Cras I, no bairro Rosário.

A oficina foi oferecida às usuárias do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) e ministrada pela nutricionista Karen Oliveira, que contou com o auxílio dos estagiários do BMA, Florêncio Nunes, Júlio Gonçalves, Bruno Leal e Saulo Bottrel.

Segundo o coordenador do BMA, Anuar Teodoro Alves, a oficina foi realizada com o intuito de “conscientizar a população sobre os benefícios de uma alimentação balanceada, incentivar o consumo de alimentos ‘in natura’ e reduzir o consumo de alimentos ultraprocessados, que são aqueles que contêm níveis elevados de açúcar, sódio, conservantes químicos, entre outras substâncias”.

Karen explicou que os alimentos ultraprocessados são capazes de influenciar negativamente na saúde humana, contribuindo para o aparecimento de doenças não transmissíveis, que estão diretamente ligadas a maus hábitos alimentares, como diabetes, hipertensão, alteração nos níveis de colesterol, obesidade, câncer, entre outras.

Durante o evento, também houve um lanche saudável, produzido com os produtos distribuídos pelo BMA às entidades beneficentes e aos Cras. Foram preparados bolo de maracujá, bolo de banana caturra integral, torta de legumes, patê de ricota caseira, além do suco de cenoura com maracujá.

Segundo a coordenadora do Cras I, Núbia Lopes,  “a integração da política socioassistencial à política de segurança alimentar é muito importante na promoção da conscientização do cuidado alimentar, assegurando assim uma melhor qualidade de vida”.

(Fotos: Divulgação Secom)

Comentários
COMPATILHAR: