Um dos organizadores da Expô Arcos foi preso por estelionato na noite de sábado (13). De acordo com o Boletim de Ocorrências, durante realização do evento 33ª Exposição Agropecuária de Arcos, os militares foram informados que várias pessoas estavam sendo impedidas de entrarem no evento por portarem ingressos de cortesia que constavam no sistema como canceladas.

Ao entrarem em contato com os organizadores do evento, um empresário de 43 anos e o presidente do Sindicato Rural de Arcos, de 72 anos, foi esclarecido que um dos empresários da JD Promoções, de 58 anos, anteriormente responsável pela realização do evento, estaria sem condições de pagar o show da dupla sertaneja Maiara e Maraisa.

Segundo eles, por volta de 15h de sábado, em reunião, ficou acordado passar a responsabilidade do evento para o homem de 43 anos e o presidente do Sindicato. De acordo com eles, foi combinado, ainda que a JD Produções não iria mais vender ingressos e nem entregar cortesias.

Porém, segundo o BO várias pessoas tentaram entrar no evento portando cortesias emitidas após as 15h de sábado, segundo eles, descumprindo o combinado. As pessoas alegaram que tinham comprado tanto em lojas da área central de Arcos, bem como de cambistas na entrada do evento. Diante da iminência de ocorrer um problema maior envolvendo as pessoas que foram lesadas, os organizadores foram orientados a liberar a entrada das pessoas que portassem tais ingressos e separar estes para anexá-los no Boletim de Ocorrências.

Diante disso, um dos empresários da JD foi flagrado pelos seguranças com 191 ingressos cortesias no bolso de sua calça.

Quarenta e oito ingressos que estavam irregulares foram recolhidos na portaria e anexados ao Reds.

O empresário de 58 anos relatou que imprimiu tais cortesias para vendê-las e sanar dívidas do evento, sendo preso e conduzido à Delegacia de Plantão de Polícia Civil de Formiga.

 

 

Fonte: Portal Arcos||

Comentários
COMPATILHAR: