O título pode soar de forma estranha, mas, em breve, viciados em música, videogames (!) e calçados (!!) terão boas notícias. Na área dos games, os (em sua maioria) jovens poderão competir para ver quem toca melhor o solo de Day Tripper, dos Beatles.
Em entrevista ao jornal Los Angeles Times, o presidente da Sony Music, Martin Bandier, afirmou que são grandes as possibilidades de um acordo entre sua empresa (que detém os direitos de publicação das músicas de John Lennon e Paul McCartney) e a Activision, responsável pelo game da série Guitar Hero, um dos maiores sucessos do mercado de entretenimento eletrônicos dos últimos anos.
Bandier admitiu que a idéia de um jogo exclusivo com músicas dos Beatles é uma idéia atraente. ?Já conversamos sobre isso, e gostaria muito de realizar esse plano?, afirmou o executivo, que assumiu o comando da Sony Music em 2007.
Guitar Hero é jogado com um joystick especial, em formato de guitarra. A idéia é que o jogador reproduza as ?notas? da música, mas com botões no lugar das cordas do instrumento musical.
A simplificação funciona: Guitar Hero já está em sua terceira edição e, atualmente, é um dos serviços mais lucrativos de venda de conteúdo digital, já que os gamers (jogadores) podem comprar músicas avulsas pela internet. Além disso, o game já gerou ?clones? que também fazem sucesso, como Rock Band, da MTV.
Em fevereiro, a Activision anunciou que vai lançar uma versão especial de Guitar Hero apenas com músicas da banda Aerosmith.
Já o Kurt Cobain, líder do Nirvana que se suicidou com um tiro em abril de 1994, vai virar estampa de tênis. A Converse All Star vai lançar, em maio, uma edição especial com desenhos e escritos do músico, tirados de seus diários, bem como a assinatura do roqueiro.
Ao contrário de uma campanha da Doc Martens veiculada no ano passado ? mostrando Cobain usando as botas sentado em nuvens no céu ? desta vez, a viúva Courtney Love teria aprovado.
Algumas fotos dos modelos, que devem custar entre US$ 50 e US$ 65, foram divulgadas pelo site www.nirvanaclub.com.
O produto faz parte das comemorações de 100 anos da marca, que envolve uma controversa campanha de resgatar ídolos mortos do cenário pop que usavam tênis Converse, como Ian Curtis, do Joy Division, e Sid Vicious, do Sex Pistols.

Comentários
COMPATILHAR: