As necessidades do mercado de trabalho estão em constante mudança. O que era bom até pouco tempo atrás, hoje vale muito pouco e amanhã valerá menos ainda. Habilidades que eram pouco requisitadas agora o são com uma frequência cada vez maior. Mas como se situar em face desse mercado mutante?
Para o consultor em gestão de pessoas e orientação profissional, Edson Rodriguez, o profissional do futuro precisa investir firme nas habilidades que o mercado buscará ou já está buscando. ?As empresas, de um modo geral, quando fazem seus mapeamentos de talentos visando planos estratégicos de sucessão para os próximos anos, têm buscado algumas competências comuns. São elas: autogerenciamento, comunicação múltipla, negociação, adaptabilidade, educação contínua, domínio da tecnologia e foco nos resultados?, revela.
Rodriguez, que também é coach gerencial e vice-presidente da Thomas Brasil, explica que o autogerenciamento é a capacidade do indivíduo em se automotivar, disciplinar ou cobrar. Para isso, ele explica que o profissional deve buscar algumas atitudes importantes. ?Acordar cedo para trabalhar não é um sacrifício e sim um prazer; ir trabalhar é motivador; os colegas se transformam em uma fonte de conhecimento interessante; o entusiasmo em melhorar no que faz é constante?, explica.
Com a comunicação múltipla o especialista aponta que o importante é conhecer bem uma língua estrangeira e não apenas um pouco de várias.
O especialista fala de outras formas de comunicação. ?Informática, blogs, twitter, internet, intranet, processos e sistemas de informação e transmissão de dados. Como usuário, é importante conhecer o máximo e manter-se atualizado com todas as formas de comunicação?, ensina.
Rodriguez comenta ainda sobre a capacidade de negociação das pessoas que, segundo ele, ?significa: saber apresentar ideias de modo claro e convincente; saber argumentar positiva, franca e objetivamente; saber ouvir e ponderar o que se ouve; saber amarrar conclusões e pedir, cobrar ou tomar uma decisão ao final de um processo de argumentação ou mesmo de venda; saber ouvir e entender objeções. Em seguida, saber construir formas convincentes de superá-las?, afirma Rodriguez.
Além da adaptabilidade às mudanças, o profissional do futuro também precisa manter um bom aprendizado. ?Quem tem domínio da tecnologia faz a diferença. As pessoas também são avaliadas por suas ações e pelo resultado delas. É necessário identificar qual é o resultado que se busca. Ao fim e ao cabo, são os resultados que interessam, desde que a ética seja respeitada?, disse.

Confira os sete conselhos de Edson Rodriguez:
1 – Resultados dependem de nossa motivação. Motivação é ´motivo para a ação´. Descubra qual o seu motivo para a ação e seja uma pessoa de sucesso;
2 – Conquiste as pessoas com as suas ações e não apenas com palavras, pois estas, com o tempo, se esvaziarão
3 – Vá até o fim em tudo o que começar;
4 – Experiência não é o que acontece com uma pessoa; é o que a pessoa faz com o que lhe acontece;
5 – Nunca confunda persistência com teimosia. Persistir é fundamental para alcançar vitórias; já teimar é insistir em erros que levam ao fracasso;
6 – Use bem o seu maior patrimônio: o tempo;
7 – Venda credibilidade. Mostre com suas atitudes que você é a melhor opção para o seu interlocutor.

COMPATILHAR: