Pão francês vira vilão da inflação de abril
Produto lidera lista da alimentos que tiveram alta em abril. IPCA calculado pelo IBGE ficou em 0,55%, contra 0,48% em março
Segundo o IPCA, o pão francês teve alta de 7,33% em abril
A alta dos alimentos novamente foi destaque na inflação apurada pelo IPCA de abril. Os preços dos alimentos subiram 1,29% em abril, acima do porcentual de março, que foi de 0,89%. Os alimentos contribuíram com cerca de metade do índice.
O maior destaque individual foi o pão francês, que teve alta de 7,33% em abril e contribuiu com 0,08 ponto porcentual para o IPCA. Outros derivados de trigo que também mostraram alta foram farinha (6,80%), macarrão (2,34%), pão doce (3,02%) e pão de forma (1,12%).
Ainda na lista de alimentos que tiveram altas significativas em abril estão a cebola (15,87%), leite pasteurizado (3,56%), óleo de soja (3,18%), arroz (1,96%) e as carnes (1,35%). Por outro lado, o preço do feijão carioca teve queda de 10,99%.
O preço do ovo baixou 4,03% e o da carne de frango caiu 3,02%. Açúcar refinado e feijão preto também tiveram reduções destacadas pelo IBGE de, respectivamente, 1,25% e 0,73%.
IPCA
A inflação de abril pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) foi de 0,55%, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em março, a inflação pelo IPCA havia sido de 0,48%
Com o resultado de abril, o IPCA acumula alta de 2,08% nos primeiros quatro meses deste ano. No período de 12 meses até abril, a inflação pelo IPCA é de 5,04%
O IPCA é o índice oficial utilizado pelo Banco Central para cumprir o regime de metas de inflação, determinado pelo Conselho Monetário Nacional (CMN). O centro da meta de inflação para 2008 foi estabelecido em 4,5%, com margem de tolerância de dois pontos porcentuais para cima ou para baixo

Comentários