O preço do petróleo subiu pelo terceiro dia consecutivo, crescimento alavancado pelo relatório positivo sobre vendas no varejo dos Estados Unidos. As altas foram somadas ao aumento da manhã, que acompanhou o avanço das bolsas europeias.
O anúncio dos órgãos reguladores de França, Bélgica, Itália e Espanha sobre o veto temporário às vendas a descoberto de ações do setor financeiro nessa quinta (11) foi importante para que as bolsas subissem. Grécia e Turquia já haviam proibido esse tipo de operação desde o início da semana.
Nas práticas tradicionais de vendas a descoberto, os operadores tomam ações emprestadas e montam posições vendidas no mercado futuro. A aposta desses investidores é que o preço das ações tenha baixa antes que eles precisem adquiri-la para fechar o empréstimo.
Até a sessão desta sexta (12), os contratos futuros de petróleo WTI (Nova York) tiveram crescimento de 8,1% ou US$6,42 por barril em relação ao fechamento dessa terça (09), aos US$79,30 pelo barril ? menor preço desde 29 de setembro. Parece que colocamos um piso aqui, depois de vendas excessivas, disse Tom Bentz, diretor do BNP Paribas Commodity Futures.

Comentários