Está presa em Divinópolis uma mulher suspeita de aplicar golpe de estelionato pela internet. Segundo informou a Polícia Civil, ela mantinha uma loja de roupas no Facebook e, após realizar a venda das peças, não entregava o produto.

A delegada Adriene Lopes de Oliveira Nunes disse ao portal G1, nesta segunda-feira (20), em todo o Estado existem, pelo menos, 23 vítimas da ação.

“Decretamos a prisão preventiva [da mulher] na última terça-feira (14) por crime de estelionato. Ela vendia roupas femininas e uniformes para todo o estado de Minas Gerais e para outras regiões do Brasil. Existe até um grupo em Uberlândia que reúne vítimas do golpe”, afirmou.

Ainda de acordo com a delegada, a suspeita anunciava a venda das peças em grupos de redes sociais e, logo que a vítima realizava a compra, era bloqueada dos perfis da criminosa que ficava com o dinheiro e não entregava o produto.

“Em alguns casos, quando a pessoa foi insistente, ela chegou a mandar algumas mercadorias. Mas mercadorias diferentes daquelas que haviam sido compradas. Ela chegou a enviar mercadorias usadas e estragadas para as vítimas”, contou.

Conforme Adriene, a mulher permanece presa por 30 dias. Além da prisão preventiva, a Polícia Civil pediu, também, o bloqueio dos valores das contas da suspeita para ressarcir as vítimas. A página foi retirada do ar nas redes sociais e o inquérito será concluído e enviado à Justiça até o final desta semana, informou Adriene Lopes.

 

Fonte: G1 ||

Comentários
COMPATILHAR: