Várias equipes da Polícia Militar de Meio Ambiente, representadas pela 7ª Companhia, realizou nesse sábado (22) uma operação que resultou no encerramento de uma rinha de galos que acontecia em um sítio, na zona rural de Pará de Minas.

Após denúncia anônima da prática do ato ilegal na região, militares realizaram levantamento de informações para que fosse possível planejar uma abordagem eficaz, garantindo assim êxito na fiscalização.

Ao chegar no sítio, encontraram o portão fechado e os participantes ao avistarem os militares que cercaram toda a área, fugiram em meio à vegetação, sendo contidos e levados para junto dos outros que permaneceram no local.

De acordo com a Polícia, foram identificadas e qualificados 31 pessoas, as quais foi dada voz de prisão e encaminhados para a Delegacia pela prática de maus tratos.

Além disso, após realizarem buscas nos veículos e dentro do sítio, foi localizada e apreendida uma pistola .40 que se encontrava em situação irregular por não haver registro junto ao órgão competente, além de e oito munições.

Foram apreendidos 25 galináceos da raça índio, sendo que um animal apresentava lesões, vindo a óbito, em virtude do embate das rinhas. As aves serão encaminhadas ao Centro Veterinário de Acolhimento e Guarda de Animais, mantidos pelo Unifor-MG, para avaliação do médico veterinário e inclusão das aves em um programa de reabilitação e ressocialização de galos.

A Polícia Militar orienta aos cidadãos a cumprirem corretamente as medidas sanitárias de segurança em prevenção à Covid-19, usando máscaras de proteção e evitando aglomerações, o que é fundamental para a preservação da saúde e da vida de todos.

Fonte: Polícia Militar de Meio Ambiente

Comentários