A população de Campos Altos se uniu e promoveu uma manifestação, na manhã dessa segunda-feira (18) na BR-262. A mobilização aconteceu próximo ao km 599 e o trânsito ficou interditado por alguns minutos. 

De acordo com o portal Tapiraímg TV,  a Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que os manifestantes cobraram melhorias e a duplicação da rodovia. Eles ainda reivindicaram o fim das cobranças aos motoristas e a abertura das cancelas dos pedágios até que a rodovia passe pelas devidas adaptações. 

Durante a manifestação, a Concessionária Triunfo Concebra abriu as cancelas do pedágio e motoristas passaram sem pagar durante 60 minutos.

Acidentes

No final de semana, seis campos-altenses faleceram vítimas de acidentes na rodovia BR-262. Na noite de quinta-feira (14), o acidente no km 460 entre Bom Despacho e Nova Serrana, vitimou o caminhoneiro Uanderson Faria, de 37 anos. No sábado (16) um acidente na altura do km 583, no município de Campos Altos, vitimou cinco jovens atletas que estavam indo participar de um torneio de futsal em Bambuí.

Posicionamento da Concessionária

Após a manifestação, a empresa Triunfo enviou nota ao Tapiraímg TV informando que o programa de concessões rodoviárias lançado em 2013 pelo Governo Federal tinha como premissa o financiamento subsidiado ofertado para fazer frente aos investimentos concentrados, porém em decorrência da mudança da política econômica do governo, não houve a liberação do financiamento do BNDES para um projeto desta envergadura, conforme promessa efetuada pelo governo na época do edital de licitação. A frustração do financiamento do BNDES inviabilizou a continuidade das obras de ampliação.

A Triunfo informou ainda que desde o início da concessão vem registrando a redução de óbitos a cada ano, chegando a metade de óbitos em comparação ao período antes da concessão. Os trabalhos de manutenção e conservação da rodovia, atendimento, impostos, salários e pagamento de fornecedores correspondem a dois terços da receita gerada nas praças de pedágio. A empresa mantém todo o trabalho de manutenção da rodovia: roçada, manutenção de sinalização vertical e horizontal, manutenção asfáltica e sistemas de drenagem.

Confira a nota completa: 
O programa de concessões rodoviárias lançado em 2013 pelo Governo Federal tinha como premissa o financiamento subsidiado ofertado para fazer frente aos investimentos concentrados, porém em decorrência da mudança da política econômica do governo, não houve a liberação do financiamento do BNDES para um projeto desta envergadura, conforme promessa efetuada pelo governo na época do edital de licitação. A frustração do financiamento do BNDES, inviabilizou a continuidade das obras de ampliação.

Vale ressaltar que no cálculo da tarifa de pedágio feito pela agência reguladora – ANTT são destinados 70% a operação (atendimento mecânico e médico), conservação e administração. Os outros 30% já foram descontados sobre as obras de ampliação. Desde 05 de setembro de 2014 a Concessionária disponibiliza aos usuários o serviço emergencial médico e mecânico.

A Triunfo Concebra desde o início da concessão vem registrando a redução de óbitos a cada ano, chegando a metade de óbitos em comparação ao período antes da concessão. Os trabalhos de manutenção e conservação da rodovia, atendimento, impostos, salários e pagamento de fornecedores correspondem a dois terços da receita gerada nas praças de pedágio. A empresa mantém todo o trabalho de manutenção da rodovia: roçada, manutenção de sinalização vertical e horizontal, manutenção asfáltica e sistemas de drenagem.
 

 

Fonte: Tapiraí TV||
Comentários