O presidente da CPI da Covid, senador Omar Aziz (PSD-AM), suspendeu a sessão desta quarta-feira (26) logo no início e chamou os senadores que compõem a comissão para uma reunião ‘secreta’.

“Eu vou suspender a reunião e nós temos uma reunião na sala 7. Eu peço aos senadores para que a gente possa se dirigir lá e fazer uma reunião secreta da comissão, pode ser? Na sala 7 aqui”, disse Aziz.

Não há depoimento marcado para a CPI nesta quarta. A previsão é de que a comissão vote requerimentos para convocações de autoridades.

Há pedidos de convocação de governadores e prefeitos, como querem os aliados do presidente Jair Bolsonaro. Também estão na pauta a convocação de integrantes do segundo escalão do Ministério da Saúde e as reconvocações do ex-ministro Eduardo Pazuello e do ministro Marcelo Queiroga.

Ao chegar para a reunião “secreta”, o senador Eduardo Braga (MDB-AM), membro da CPI, disse que o encontro não estava previamente combinado e que ele não sabe o que motivou Aziz a suspender a sessão.

Mais de 400 requerimentos, entre convocações e pedidos de informação, estão na fila aguardando votação.

Governadores e prefeitos

Devem ser analisados nesta quarta-feira pedidos de convocação dos governadores de:

Amapá

Amazonas

Distrito Federal

Pará

Rio de Janeiro

Rio Grande do Sul

Rondônia

Roraima

Santa Catarina

Tocantins

E os prefeitos das seguintes capitais:

Aracaju

Fortaleza

Macapá

Recife

Rio Branco

São Luiz

São Paulo

Segundo informações do G1, a estratégia com esses pedidos de convocação é desmontar o discurso de aliados do Palácio do Planalto, de que a CPI mira somente o governo federal.

Fonte: G1

Comentários