Uma reunião para que fosse apresentado o Plano de Cargos e Salários dos servidores da Prefeitura de Formiga estava marcada para a tarde de quarta-feira (3), quando a presidente do Instituto de Gestão Organizacional e Tecnologia Aplicada (Igetec), Heliane Guadalupe, de Belo Horizonte, responsável pela elaboração do plano, faria uma explanação aos membros das comissões do Plano de Carreiras, secretários municipais e vereadores.
A apresentação seria às 14h, no auditório do Centro Municipal de Apoio à Aprendizagem (Cemap). Após a explanação sobre o plano, seria elaborada uma minuta e o documento enviado à Câmara para apreciação dos vereadores e votação.
Entretanto, a reunião furou. Por volta das 14h, a equipe de redação do jornal Nova Imprensa e do portal Últimas Notícias esteve no Cemap para acompanhar a reunião e foi comunicada do cancelamento do encontro. No local, estavam vereadores, secretários municipais e alguns servidores públicos. Todos foram surpreendidos com a notícia de que não teria mais a explanação do Plano de Carreiras naquela data.
Cancelamento da reunião
Logo após deixar o local de onde seria a reunião, a equipe de redação procurou o secretário de Administração e Recursos Humanos, Sudário Macedo, para saber os motivos do cancelamento da explanação. O secretário explicou que a presidente do Igetec, Heliane Guadalupe, ligou para ele na quarta-feira, por volta do meio-dia, e disse que estava chovendo muito em Belo Horizonte, desde às 6h, e que, infelizmente, não teria jeito de vir a Formiga. ?Ela sugeriu marcarmos para a semana que vem, ou na terça-feira (9) ou quinta (11). Nesta sexta-feira (5), ela virá para expor o Plano de Cargos e Salários apenas para os secretários, a partir das 14h, e, na semana que vem, para os vereadores e as comissões que participaram do plano?, contou Sudário.
Presidente do Sintramfor ?reprova? o plano
Na quarta-feira (3) pela manhã, a equipe de redação do jornal Nova Imprensa e do portal Últimas Notícias se encontrou com a presidente do Sindicato dos Trabalhadores Municipais de Formiga (Sintramfor), Ana Paula Melo, e questionou sobre o Plano de Carreiras dos servidores, que seria apresentado naquela data. A presidente comentou que ele ?não era nada bom? e que iria ver o que seria resolvido no encontro.
Como não houve a reunião, a redação entrou novamente em contato com Ana Paula para saber se ela foi informada dos reais motivos do cancelamento e apurar o que, segundo ela, não estava bom no plano. A redação interrogou se a presidente foi comunicada da explanação marcada para esta sexta-feira (5) para os secretários municipais e que seria agendada nova data para a reunião com as comissões do plano e vereadores na semana que vem.
Ana Paula garantiu que não sabia dessas declarações e que ligaria para o secretário Sudário Macedo para se informar melhor. A presidente ressaltou que a reunião era para ser realizada em conjunto com as comissões do Plano de Carreiras, secretários e vereadores e que iria verificar se haveria mesmo uma primeira apresentação apenas para os secretários. ?Ele não me comunicou nada não, é desse jeito?, criticou Ana Paula.
A presidente do Sintramfor informou que a advogada do Igetec ligou para ela, falando que eles tiveram uma reunião na quarta-feira pela manhã, em Belo Horizonte, que atrasou muito, e depois estava chovendo demais e não teve jeito de eles virem porque já estavam atrasados.
Questionada sobre as especulações de que a reunião foi cancelada propositalmente, para que o Plano de Carreiras fosse apresentado primeiro aos secretários, Ana Paula argumentou que ?ele [o plano] estava cheio de problemas mesmo, não está bom não?.
A redação insistiu para que a presidente apontasse os problemas inicialmente identificados. ?Tem muito erro. Tem erro nos pisos salariais atuais, a gente observou coisas assim que tem lei e tal regulamentando, coisas que ela [Heliane do Igetec] está reduzindo, está tirando direitos. Então tem muita coisa a ser consertada?.
Interrogada se do jeito que o plano está ele teria condições de ser aprovado, Ana Paula garantiu que não. ?Tem de consertar muita coisa, na parte jurídica principalmente tem de concertar bastante coisa. Tem erro de digitação, entendeu, tem coisa até de plano de carreira de outras cidades, tem no nosso. É uma misturada danada, é que eles fazem para várias cidades ao mesmo tempo, tem carga horária e muita coisa para ser consertada do que está hoje. Está é piorando a situação do trabalhador da Prefeitura. Então a gente tem que sentar com ela e consertar muita coisa?, enfatiza.
A Prefeitura tinha o prazo de 60 dias para entregar o Plano de Cargos e Salários para aprovação na Câmara. Ele já foi entregue, dentro do prazo, mas, como ressaltou Ana Paula, com esses problemas não tem jeito de ele ser aprovado. Para a presidente do Sintramfor, é preferível demorar nas discussões do plano e ?sair com uma coisa bem feita do que ficar errado e mal feito?, argumenta. ?Está com problemas, então a gente tem que sanar esses problemas, junto com o comitê deliberativo do prefeito e mandar depois para a Câmara quando a gente tiver tudo de acordo?, acrescenta Ana Paula.
A presidente do Sintramfor informa que o plano foi entregue aos poucos e revela que o Sintramfor não acompanhou passo a passo a elaboração do plano. Segundo Ana Paula, o sindicato teve apenas duas reuniões com a presidente do Igetec, somente sobre a parte jurídica. ?Depois ela fez tudo sozinha em Belo Horizonte e mandou para o Sudário?, conta Ana Paula.
Interpelada se isso poderia ter favorecido essa quantidade de erros a presidente enfatizou. ?Eu acho que sim, porque muita coisa que a gente alertou ela, ela não deu ouvidos para a gente?, alegou. ?Eu creio que ele [secretário de Administração] está por dentro desses erros, porque eu comentei com o Sudário que está cheio de problemas. Então pode ser isso que gerou essa primeira reunião. Eu acho que até os secretários que também já olharam já devem ter visto esses problemas?, concluiu Ana Paula.

Comentários
COMPATILHAR: