Imprudência dos motoristas, chuva e grande número de veículos nas estradas. A combinação desses três fatores fez do feriado de Natal o mais trágico dos últimos 11 anos. Conforme balanço parcial da Operação ´Fim de Ano´, divulgado nesta segunda-feira pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), 50 pessoas morreram nas estradas federais que passam por Minas. Entre os dias 20 e 28 de dezembro, foram 903 acidentes e 617 feridos. No feriado de 2007, também contados oito dias, 31 pessoas perderam a vida nas rodovias. Foram 593 acidentes e 456 feridos.

Para o inspetor da PRF Aristides Júnior, os motoristas não deram a devida importância para as adversidades provocadas pela chuva e ?abusaram da sorte?. Segundo ele, pelas estatísticas 80% dos acidentes são causados pela imprudência. ?Mais uma vez, Minas encabeça este triste ranking de mortes nas estradas. Além da irresponsabilidade, muitos motoristas não estão acostumados a dirigir com a chuva e não tomaram os cuidados necessários nessas condições de tempo?, disse. O patrulheiro afirmou ainda que houve aumento de cerca de 50% na quantidade de veículos nas BRs, se comparado ao feriado de 2007, o que potencializa o risco de batidas.

A Operação Fim de Ano continua até o dia 4 de janeiro. Para quem vai pegar as estradas, o inspetor adverte: ?Que os números do Natal sirvam de alerta. Quem se comportar como os motoristas que viajaram neste feriado corre o grande risco de não chegar em 2009?.

Comentários
COMPATILHAR: