Produtores de cachaça de Córrego Fundo recebem orientação da Emater

12 produtores fazem parte da cooperativa. As visitas para orientação devem continuar durante este mês.

COMPATILHAR:

12 produtores fazem parte da cooperativa. As visitas para orientação devem continuar durante este mês.

Entre os meses de março e abril, a unidade da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) está realizando visitas para orientação aos produtores de cachaça de Córrego Fundo, vinculados à Cooperativa de Produtores de Cachaça de Alambique da Região Calcária (COOPERCALC).

A COOPERCALC tem sede no município e conta com representantes das cidades de Campo Belo, Córrego Fundo, Formiga, Iguatama, Itapecerica, Pimenta, Santana do Jacaré e São Francisco de Paula.

São 12 produtores no município de Córrego fundo que fazem parte da cooperativa. De acordo com o técnico da Emater, Marcos Roberto de Souza, eles estão recebendo orientações em relação às adequações necessárias, tanto na parte estrutural, como na parte de higiene, para se adequarem ao que a legislação federal exige e assim, continuarem comercializando um produto de qualidade.

O presidente e responsável técnico da cooperativa, Neurimar José Pinto, que também é chefe do departamento de Agricultura da Prefeitura, está acompanhando o trabalho de orientação. Segundo ele, a cooperativa já tem cadastro no Ministério da Agricultura, mas algumas adequações ainda terão que serem feitas para manter o registro.

Marcos Roberto explicou que estas adequações que estão sendo indicadas foram negociadas junto a um fiscal do Ministério da Agricultura, durante visita de inspeção realizada no final do ano passado. A orientação do Ministério é que sejam executadas ao longo da entressafra deste ano.

?As visitas para orientação dos produtores devem continuar durante todo o mês de abril, tendo em vista que, o fiscal deve voltar a Córrego Fundo, no início da safra desse ano, provavelmente no mês de maio?, comentaram Marcos e Neurimar.

Comentários
COMPATILHAR:

Sobre o autor

André Ribeiro

Designer do portal Últimas Notícias, especializado em ricas experiências de interação para a web. Tecnófilo por natureza e apaixonado por design gráfico. É graduado em Bacharelado em Sistemas de Informação pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

Produtores de cachaça de Córrego Fundo recebem orientação da Emater

12 produtores fazem parte da cooperativa. As visitas para orientação devem continuar durante este mês.

COMPATILHAR:

12 produtores fazem parte da cooperativa. As visitas para orientação devem continuar durante este mês.

 

Entre os meses de março e abril, a unidade da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) está realizando visitas para orientação aos produtores de cachaça de Córrego Fundo, vinculados à Cooperativa de Produtores de Cachaça de Alambique da Região Calcária (COOPERCALC).

A COOPERCALC tem sede no município e conta com representantes das cidades de Campo Belo, Córrego Fundo, Formiga, Iguatama, Itapecerica, Pimenta, Santana do Jacaré e São Francisco de Paula.

São 12 produtores no município de Córrego fundo que fazem parte da cooperativa. De acordo com o técnico da Emater, Marcos Roberto de Souza, eles estão recebendo orientações em relação às adequações necessárias, tanto na parte estrutural, como na parte de higiene, para se adequarem ao que a legislação federal exige e assim, continuarem comercializando um produto de qualidade.

O presidente e responsável técnico da cooperativa, Neurimar José Pinto, que também é chefe do departamento de Agricultura da Prefeitura, está acompanhando o trabalho de orientação. Segundo ele, a cooperativa já tem cadastro no Ministério da Agricultura, mas algumas adequações ainda terão que serem feitas para manter o registro.

Marcos Roberto explicou que estas adequações que estão sendo indicadas foram negociadas junto a um fiscal do Ministério da Agricultura, durante visita de inspeção realizada no final do ano passado. A orientação do Ministério é que sejam executadas ao longo da entressafra deste ano.

“As visitas para orientação dos produtores devem continuar durante todo o mês de abril, tendo em vista que, o fiscal deve voltar a Córrego Fundo, no início da safra desse ano, provavelmente no mês de maio”, comentaram Marcos e Neurimar.

Redação do Jornal Nova Imprensa Prefeitura de Córrego Fundo

Comentários
COMPATILHAR:

Sobre o autor

André Ribeiro

Designer do portal Últimas Notícias, especializado em ricas experiências de interação para a web. Tecnófilo por natureza e apaixonado por design gráfico. É graduado em Bacharelado em Sistemas de Informação pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.