Desde outubro de 2009, a empresa Planejamento e Consultoria Urbana (Planum), contratada por meio de processo licitatório para reestruturar o trânsito em Formiga, estava trabalhando na elaboração do projeto de tráfego urbano do município.
O projeto foi apresentado ao Executivo na segunda-feira (19). Para a explanação feita pelo engenheiro de tráfego, responsável pela Planum, Luiz Wagner Dacache Balieiro, estiveram presentes o prefeito Aluísio Veloso/PT, o secretário de Comunicação, Túlio Fonseca; o de Fazenda, Elizaldo Frade; o secretário adjunto de Obras, Riderson Borges; o chefe do Departamento de Trânsito, Marconi de Paula Campos; o chefe do Setor de Indústria e Comércio, Carlyle Ribeiro, e o vereador Gonçalo Faria/PSB.
De acordo com o representante da Planum, a prioridade no projeto é a segurança dos pedestres e o bem estar da comunidade nas intercessões. Além disso, a fluidez do tráfego também foi objeto de estudo da empresa, que realizou trabalho de campo e elaborou as modificações de acordo com a realidade de cada local. ?Nós fomos às ruas para ouvir os moradores, suas necessidades e suas dificuldades com relação ao trânsito e cada ponto onde haverá as interferências?, explicou Luiz Wagner .
Para a realização do projeto, foi feito um recorte que delimita as extremidades: avenida Abílio Machado, Praça do Santíssimo, rua Doutor Teixeira Soares, acesso ao centro pelo Engenho de Serra, praça da Matriz São Vicente Férrer e entrada da cidade pelo Posto São Vicente.
A implantação do projeto custará aproximadamente R$ 1,5 milhão. O próximo passo é a logística de implantação. O grupo responsável avaliará como e quando começarão as alterações, o custo e a dotação orçamentária para a realização das obras necessárias, a questão da informação à comunidade e um cronograma de atividades.
De acordo com Marconi de Paula, o trânsito será descentralizado para melhorar o tráfego. ?As pessoas que precisam ir aos bairros não precisarão passar pelo Centro, o que vai diminuir bastante a quantidade de veículos na área central da cidade. Apenas na rua Pio XII, hoje, trafegam uma média de 615 carros/hora, em dias de semana. A média de carros que chegam à intercessão da linha férrea próximo à Praça do Santíssimo é de 1.050 carros/hora?, explicou.
Algumas mudanças previstas:
Movimento operacional facilitado
Isso significa que todas as manobras no entorno de praças e alguns pontos de conflito deverão ser feitas em sentido único, o da esquerda, para evitar acidentes. Esta regra é baseada no Conselho Nacional de Trânsito (Contran).
Diminuição do tráfego de passagem
Os veículos que estiverem apenas de passagem pela cidade serão desviados do Centro. O objetivo é dar fluidez e melhorar o tráfego local e o transporte coletivo urbano.
Previsão de instalação de semáforos eletrônicos
O tempo dos semáforos será ajustado de acordo com o fluxo do trânsito de veículos e de pedestres no local, com variação automática de horários
Prevê no máximo dois movimentos por intercessão
O fluxo do trânsito será canalizado da maneira mais simples para evitar complicações no trânsito.
Carga e descarga
Normatização de carga e descarga em alguns setores e nova regulamentação de estacionamentos rotativos e outros.

COMPATILHAR: