Quatro integrantes de uma quadrilha acabaram detidos na manhã desta quinta-feira (5), em Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte, como parte da operação “Acinte II” da Polícia Federal (PF) contra fraudes previdenciárias que teriam provocado prejuízo superior a R$ 1 milhão à Fazenda.

A investigação aponta que os suspeitos criavam personagens e falsificavam documentos para fraudar o INSS e obter benefícios destinados ao amparo de idosos com baixa renda.

Foram cumpridos também seis mandados de busca e apreensão expedidos pela 9ª Vara Federal de Minas Gerais. Agentes recolheram aparelhos de telefone celular e documentos como títulos de eleitor e carteiras de identidade. Frente a hipótese do prejuízo provocado pela associação criminosa, a Justiça decidiu também pela apreensão de cinco veículos ligados à quadrilha e o sequestro de valores existentes em duas contas bancárias também relacionadas ao grupo.

A ação aconteceu em conjunto com o Núcleo de Inteligência Previdenciária e Trabalhista em Minas Gerais, e trata-se da segunda etapa da operação “Acinte”. Investigações realizadas pela Polícia Federal indicam que os suspeitos eram responsáveis pela falsificação de documentos como certidões de nascimento, carteiras de identidade, comprovantes de residência e títulos de eleitos que seriam submetidos ao sistema do INSS com o objetivo de fraudá-lo. O grupo foi identificado após a polícia constatar a existência de fraudes no benefício.

Os pedidos de prisão feitos à Justiça e cumpridos nesta manhã contra os membros da quadrilha são preventivos, e não têm prazo de duração. Eles serão, de acordo com a Polícia Federal, indiciados pelos crimes de estelionato qualificado e associação criminosa, cujas penas podem ultrapassar nove anos de reclusão. Vinte chips de telefone foram encontrados com o grupo durante cumprimento dos mandados de busca e apreensão, além de documentos que seriam usados na prática e celulares. Estima-se que a prisão da quadrilha evitará um prejuízo de R$ 3,5 milhões aos cofres públicos.

Fonte: o Tempo Online

Comentários
COMPATILHAR: