Com a chegada das estações de outono e inverno e fim do período chuvoso, inicia-se um longo período de estiagem e um clima seco. Essas características climatológicas são propícias para a ocorrência de queimadas, uma vez que a vegetação seca, o ar pouco úmido e grande incidência de ventos são fatores favoráveis para que a qualquer presença de chamas, grandes queimadas se formem, resultando em vários transtornos para a comunidade.

A prática de queimadas é muito utilizada pela população, com a finalidade de limpeza de pastos e lotes e queima de lixos diversos. Porém, essa prática é extremamente nociva, tanto à vegetação e ao solo assim como para as pessoas e para animais silvestres. A incidência de fogo, fumaça e cinzas resultam em grandes inconvenientes, sejam relacionadas à saúde com enfermidades ligadas a problemas respiratórios e alergias, assim como também a disposição final das cinzas, sujando residências vizinhas. Vale ressaltar, que queimadas as margens das rodovias, muitas das vezes resultantes de cigarros lançados pelo motorista ou passageiro podem também ocasionar acidentes de grandes proporções.

Antes que a situação se agrave, a Polícia Militar de Meio Ambiente está alertando a população. Além dos transtornos já informados, realizar queimadas e incêndios é crime. Está previsto na Lei 9.605/98, no seu artigo 40 que provocar queimadas e incêndios em matas, floresta e similares pode resultar na prisão do autor por um período de dois a quatro anos. Além disso, quem realiza queimadas e incêndios também será penalizado com multa que pode variar de R$664,58 a R$7.476,58, conforme o tamanho da área atingida e as características do material queimado e da vegetação atingida, podendo ainda esse valor ser multiplicado várias vezes, quanto maior for à área queimada.

Denuncie

A Polícia de Meio Ambiente conta com o apoio da população com intuito de identificar autores de crimes ambientais nos municípios da região, repassando as informações para o 3º Pelotão PM de Meio Ambiente ou pelo Disque Denúncia 181.

Mais informações podem ser obtidas através do telefone (37) 3322-1454.

Comentários