A Justiça acatou o pedido de execução e penhora de bens do ex-jogador Ronaldinho Gaúcho a pedido de sua ex-noiva, Priscilla Coelho, por falta de pagamento de pensão. Ele também pode ser preso caso não pague a dívida. A informação é do jornal Extra.

“O juiz deferiu o valor da pensão em novembro e mesmo sendo intimado através de seu advogado, Ronaldo não depositou nenhum valor desde novembro. Promovemos a execução de todos estes meses sem pagamento, a princípio só requerendo bloqueio de valores em bancos e penhora de bens. Mas, futuramente, caso esse comportamento persista, vamos ser mais incisivos, podendo requerer até mesmo a prisão civil por falta de pagamento de pensão”, explica Alberto Medrado, advogado de Priscilla.

Priscilla ainda quer provar sua união estável com Ronaldo de Assis, a quem diz ter namorado por seis anos, e requer partilha de bens pelo tempo que ficaram juntos.

Atualmente, a celebridade está em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, onde ele tem ostentado luxo e ganhando dinheiro por marcar presença em eventos. “O que me deixa triste e perplexa é que essa pensão é pouco demais para tudo o que o Ronaldo tem e para o que gasta. Enquanto ele não cumpre seu dever e faz a Justiça de tola, eu me viro sem saber quando vou receber o que já é meu determinado pela lei”, lamentou Priscilla.

Paraguai

No dia 6 de março do ano passado, Ronaldinho e seu irmão Assim foram presos em Assunção. Eles foram acusados de usarem passaportes falsos para entrar no país.

Depois de ficarem em um presídio de segurança máxima no país, os dois foram transferidos em abril para prisão domiciliar, em um hotel de Assunção, após fiança de US$ 1,6 milhão (o equivalente a cerca de R$ 8,5 milhões). Depois, foram libertados.

Fonte: O Tempo

Comentários
COMPATILHAR: