Na sexta-feira da semana passada, dia 1º de outubro, a equipe do jornal Nova Imprensa e do portal Últimas Notícias foi procurada por moradores para reclamar de problemas ocasionados pelas chuvas em Formiga.
No dia 28 de setembro, ocorreu a ruptura de um cano localizado à rua Doutor Emanuel Dias, na Vila São Vicente, perto do conhecido ?Morro do Quatro?, nas imediações do bairro Nossa Senhor Aparecida.
O calçamento foi totalmente danificado. Segundo os moradores, uma equipe do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) esteve no local e fez alguns reparos no encanamento, mas o problema não foi resolvido por completo.
Posteriormente, a situação se agravou, pois, nas primeiras chuvas, este mesmo cano não resistiu ao volume de água e estourou em outra parte da rua, o que ocasionou entupimento de bueiros, arrancou o calçamento e outras consequências.
Os moradores da rua estão indignados com a situação, pois eles contam que já ligaram para diversos órgãos públicos e ninguém até hoje resolveu o problema, apenas estiveram no local, praticamente olharam e foram embora.
A maior preocupação dos moradores é devido ao calçamento ter sido arrancado, pois a água está infiltrando por baixo das casas, comprometendo as estruturas físicas.
Saae diz que responsabilidade é da Secretaria de Obras
Procurado pela redação na sexta-feira passada, o secretário adjunto de obras, Riderson Borges, disse que não tinha conhecimento do assunto e que não recebeu reclamações na secretaria da rua Doutor Emanuel Dias. Ele informou que, nesse caso, o serviço era de responsabilidade do Saae.
No Saae, a informação obtida na sexta-feira passada foi de que há mais de uma semana a equipe da autarquia estava dando assistência no local. A previsão era de que nesta semana fossem concluídos os reparos. Porém, nesta quinta-feira (7), quando a edição do jornal estava sendo fechada, a equipe da redação esteve no local novamente e se deparou com uma situação ainda pior.
A redação entrou outra vez em contato no Saae e conversou com o assessor geral, Baldomiro José dos Santos. Ele explicou que houve um problema na infraestrutrura próximo à Vale D?Ouro e que os servidores da autarquia desceram arrumando a via até a rua Dr. Emanuel Dias. Depois a água entrou em um bueiro da Prefeitura, e danificou o cano todo da via. Ele ressaltou que, nesse caso, o problema não foi da rede de esgoto do Saae, foi por causa do entupimento de um bueiro da Prefeitura.
Baldomiro Santos disse que teria que entrar em contato com o secretário adjunto de Obras, Riderson Borges. Nesse momento, a redação informou que já o procurou na sexta-feira passada, quando foi à referida rua apurar a denúncia, e que Riderson alegou que o problema era do Saae. O assessor geral da autarquia se espantou e soltou um ?ah que gracinha?, diante da resposta do secretário, e depois disse que ?talvez não foi explicado a ele direitinho sobre a situação?.
O assessor do Saae enfatizou que se for preciso o Saae vai fazer o serviço normalmente. Ele explicou que teve muitos problemas na cidade com esgoto estourado e não foi possível concluir as obras na rua Dr. Emanuel Dias e que nesta sexta-feira (8) o pessoal da autarquia deveria voltar para concluir a obra. Baldomiro Santos disse que conversou com o José Antônio, que é o encarregando dessa parte, e ele disse que esse serviço seria da Secretaria de Obras, mas se preciso vai finalizar o serviço.
Questionado se já tinha feito contato com a Secretaria de Obras, Baldomiro Santos disse que pediu à secretaria que disponibilizasse um calceteiro, mas eles falaram que não tinham, que estavam apertados também.
Secretaria de Obras joga responsabilidade para o Saae
Diante das informações, a redação voltou a entrar em contato com o secretário Riderson Borges e indagou de quem seria a responsabilidade. Ao ser informado que aquela obra deveria ser feita pela equipe da Secretaria de Obras, segundo o assessor do Saae o secretário retrucou: ?O Baldomiro falou isso? Eu não sabia disso não, que problema de cano de água do Saae, problema de esgoto a secretaria que tem que tomar providências. Quem falou isso? Da onde que ele tirou isso??.
A redação explicou a ele sobre o problema, conforme foi esclarecido pelo assessor do Saae, e Riderson Borges disse que não tinha nada disso. Ele confirmou que realmente o pessoal do Saae pediu um calceiteiro, mas, infelizmente, a secretaria não podia atender porque tem só dois calceiteiros para trabalhar na cidade inteira.
Riderson Borges garante que o problema não tem nada a ver com o bueiro da Prefeitura e que, portanto, a responsabilidade não é da secretaria, pois o problema foi o cano que estourou lá em cima na referida rua. ?Ele está é com dor de cotovelo porque ele veio aqui pedir calceteiro e, infelizmente, eu não tenho?. Riderson Borges explicou que os calceiteiros estão trabalhando próximo à Fábrica de Biscoito, no Planalto. ?Falar que isso é responsabilidade da secretaria de obras não é não. A Secretaria de Obras tem responsabilidade de calçamento e manutenção das ruas da cidade, mas cuidar de problemas na rede de esgoto e da água é de responsabilidade do Saae?, concluiu Riderson.

Comentários
COMPATILHAR: