Os vereadores Luciano Duque e Mauro César enviaram ofícios à Secretaria de Saúde fazendo alguns questionamentos sobre assuntos pertinentes à pasta.
Na solicitação de Luciano, o edil indagou por qual motivo a ambulância que ficava disponível 24 horas na Secretaria Municipal de Saúde não se encontrava mais à disposição dos pacientes.
Em reposta, Maria Inês Macedo explica que a ambulância permanece no local, para atender as situações de emergência/urgência em que não é necessária a utilização de UTI Móvel.
?O veículo disponível deve ser utilizado para situações em que os profissionais técnicos do Pronto Atendimento Municipal (PAM) o requisite. No entanto, diante da grande demanda no setor de transportes, existiam situações em que não foi possível a permanência do referido veículo da Secretaria de Saúde?, explica o documento.
Já Mauro César questionou sobre a previsão para o completo abastecimento dos postos de saúde com insulina, vacinas (especialmente contra tétano), curativos e medicamentos básicos em quantidades suficientes para suprir a necessidade da população.
Na resposta, Maria Inês Macedo explicou que as insulinas e os curativos estão sendo entregues e realizados normalmente.
?Os curativos são feitos de segunda a sexta-feira, nos horários de 8h às 11h e de 13h às 16h, nas Unidades de Saúde. Os pacientes acamados, por sua vez, são visitados pelo profissional de saúde, que leva o material para o procedimento.
Os medicamentos fornecidos ao município chegaram no dia 9 deste mês para somar os já existentes na Farmácia Municipal. Por fim, a falta de vacina contra o tétano é devido ao não abastecimento pelo Ministério da Saúde?, explica o outro documento.

Comentários