Redação Últimas Notícias 

Dança das cadeiras: a Secretaria de Saúde tem novo coordenador de transporte para atendimento de pacientes em  Tratamento Fora de Domicílio (TFD). A informação foi confirmada nesta segunda-feira (24), pela secretária da pasta, Denise Mota.

O cargo já foi assumido por José Geraldo de Oliveira. Ele é formado em Serviço Social, porém, não exerce essa função na Secretaria de Saúde. A antiga ocupante do cargo, Cirlene Valadão, continua na secretaria, mas em serviços internos sem contato com o público.

De acordo com o novo coordenador, em média, 40 pessoas são transportadas por dia até Belo Horizonte pelo setor, sendo 32 em micro-ônibus e as demais – outras oito ou 10 – em veículos próprios (spin de seis lugares, um carro de cinco lugares e duas ambulâncias).

Para Divinópolis são transportados, por dia, 24 pacientes em micro-ônibus (veículo próprio). Pacientes acamados são transportados pelas ambulâncias para as diversas cidades que atendem convênios (Pouso Alegre, Varginha dentre outras).

“Com o fechamento da Unidade de Terapia Intensiva Neonatal em Formiga, a demanda de transporte para gestantes e recém-nascidos encaminhados para outras cidades que mantém o serviço de UTI aumentou sensivelmente, o que é outro complicador para a logística de transporte”, comentou José Geraldo.

Críticas ao setor

Na reunião do Legislativo do dia 10 de setembro, o vereador Sandromar Vieira (Sandrinho da Looping/PDT) fez duras críticas ao atendimento dispensado aos pacientes pelo setor de Transporte Fora de Domicílio. Ele alegou que vinha recebendo denúncias de pessoas que confirmavam seus lugares para as viagens e mesmo assim, no momento do embarque, que ocorre de madrugada, eram informadas que o nome das mesmas não constava na lista do setor.

Após a denúncia feita pelo vereador, a confirmação de lugares não precisará mais ser feita  pessoalmente na sede da Secretaria de Saúde. Desde então as viagens podem ser confirmadas por telefone.

Comentários
COMPATILHAR: