A Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese), por meio da Subsecretaria de Direitos Humanos, lança hoje a “Campanha de Combate à Violência contra a Pessoa Idosa diante a Pandemia de Covid-19”, que tem o objetivo de mobilizar a sociedade civil em ações que valorizem os idosos e previnam quaisquer tipos de violência sofrida por essa população, incluindo no período de isolamento social.

Lançada no Dia Mundial de Combate à Violência contra Pessoas Idosas (15 de junho), as ações utilizarão da tecnologia para se aproximar da sociedade. Através de mídias digitais, como podcasts e transmissões ao vivo pela internet, a campanha visa reforçar que o cuidado é uma das melhores formas de se prevenir a violência – não apenas física, mas também psicológica – contra a pessoa idosa, uma vez que essa população acaba se tornando invisibilizada ao longo do tempo. 

A identidade da campanha contém uma série de peças publicitárias, que abordam o benefício do cuidado para o processo de envelhecimento ativo, autônomo e saudável e também as consequências causadas na pessoa idosa acometida pela violência. Um Selo Social Digital integra o material, que será amplamente divulgado em redes sociais e enviado à rede de atendimento e proteção à pessoa idosa, além dos Conselhos Municipais de Direitos da Pessoa Idosa.

Transmissões pela internet

Serão realizadas três lives entre hoje e 29 de junho. A primeira, que começou às 15h, com o tema: “ o cenário da violência em Minas Gerais“, tratando inclusive em relação às medidas protetivas e o período de quarentena, através da ótica do Sistema de Garantia dos Direitos. Para esta conversa foram convidados representantes do Ministério Público de MG, Delegacia Especializada de Proteção e de Crimes Contra o Idoso e do Conselho Estadual da Pessoa Idosa (CEI/MG).

Na próxima semana, o assunto abordado na segunda-feira (22) será a cultura do cuidado na perspectiva do envelhecimento ativo, observando as consequências da Covid-19. A abordagem foca no cuidado ao longo da vida, e também nas consequências causadas pelo novo coronavírus. O debate conta com a presença da profa. Natália Horta (PUC/MG), representantes da regional mineira Sociedade Brasileira de Gerontologia e Geriatria (SBGG) e da Universidade Federal de Viçosa (UFV). A transmissão também tem início às 15h.

A terceira live será no dia 29/06, às 15h, e vai tratar da importância da função protetiva nos diversos eixos da sociedade como forma de prevenção à violência, enfatizando que, em tempos de pandemia, medidas de como o distanciamento social são diferentes da falta de afeto ou abandono do idoso. A conversa terá a participação da Subsecretaria Subsecretaria de Assistência Social (SUBAS), Conselho Regional de Psicologia (CRP/MG) e do Centro Mineiro de Alianças Intersetoriais (CEMAIS). 

As transmissões são abertas à toda a sociedade, e serão realizadas pelo canal da Sedese no YouTube.

Diversidade de formatos

Além das transmissões ao vivo, a campanha também conta com a divulgação de podcasts — episódios sonoros, com formato similar à um programa de rádio, mas que podem ser ouvidos no momento em que o usuário desejar. O conteúdo foi produzido em parceria com a Universidade Federal de Viçosa.

Um dos episódios disponíveis é, justamente, sobre violência contra pessoa idosa. Além dele, é possível encontrar programas que abordam as formas de prevenção ao coronavírus, direito do consumidor, saúde mental, qualidade do sono e muitos outros. Os episódios estão disponíveis para todos, gratuitamente, no Portal SER-DH.

Fonte: Sedese MG

Comentários
COMPATILHAR: