No ritual das compras nos supermercados, as donas de casa, além de se preocuparem com os preços, composição dos produtos e integridade das embalagens, também precisam se esforçar para encontrar a validade dos produtos.
Na quase totalidade dos casos, ela está lá – mas, às vezes, de forma bem escondida. Há casos em que a data da validade está impressa em locais quase ilegíveis; em outros, há apenas a data de fabricação, e o consumidor precisa ler todo o rótulo para descobrir a vida útil do produto. Produtos importados, geralmente, vêm com a informação em outro padrão, informando primeiro o ano e depois o mês.
Nem sempre eu consigo ler onde tem a data de validade. Nessas embalagens de sachê, por exemplo, é muito difícil de achar e, às vezes, impossível ler, conta a dentista Heloisa Couto. Já deixei de levar muito produto porque não conseguir ver qual era a validade, explica.
A determinação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), por meio de uma portaria de 1998, é que, para produtos de duração inferior a três meses, na validade deve constar o dia, o mês e o ano. Já produtos com duração superior a três meses devem ter o mês e o ano de validade.
Ainda de acordo com Anvisa, produtos como frutas, hortaliças frescas, vinhos, bebidas alcoólicas que contenham 10% ou mais de álcool e produtos de panificação não industrializados não precisam indicar validade mínima, já que são, geralmente, consumidos em um curto espaço de tempo após a sua fabricação.
Cuidados
A nutricionista Daiane Corrêa explica que, sobretudo em produtos muito perecíveis, como laticínios, respeitar o prazo de validade é fundamental. Quando um iogurte tem data de validade no dia 5, não quer dizer que no dia 6 ele já está estragado, mas não é, de forma alguma, recomendado o consumo desse tipo de produto depois da validade. Em alguns casos, ele já está deteriorado e com microorganismo, sem ainda apresentar alterações no aspecto nem no sabor, explica. No caso de pães e frutas, segundo ela, a validade pode ser determinada pelo visual, já que é fácil identificar se o produto está apto a ser consumido.

COMPATILHAR: