Da Redação

Seis meses já se passaram e os servidores da Secretaria de Gestão Ambiental, responsáveis pela limpeza urbana, ainda não receberam todos os materiais necessários para a execução do serviço, em especial os de sua proteção, conforme exige a lei.

A informação que chegou ao Últimas Notícias no início da semana veio dos próprios funcionários que reclamam ainda, da qualidade do material entregue e necessário para a execução das tarefas. Em contato com três servidores da limpeza urbana, a informação unânime foi a que, de fato, desde o início da gestão não foram entregues a eles novas botinas ou uniformes. “As botinas que usamos nos foram entregues no ano passado e já estão muito gastas e velhas. Além disso, há 4 anos e seis meses trabalhamos com nossas próprias roupas, já que não foi feito uniforme nem na gestão passada e nem nesta. Tem servidor que, até hoje trabalha com a camisa de cor laranja, distribuída ainda na época do Aluísio Veloso”, comentou uma servidora.

Já foram entregues neste ano, segundo outro servidor da limpeza urbana, o protetor solar que é sempre reposto, luvas e perneiras. “Precisamos ainda, de chapéus e de boas vassouras”, comentou.

Segundo os garis responsáveis pela varrição, as vassouras entregues há pouco tempo pela administração são inadequadas. Além de pequenas, são de má qualidade e estragam com poucos dias de uso. “Tem gente preferindo usar vassouras velhas, porque as novas são péssimas e causam muitas dores nas costas por serem pequenas”, completou o servidor que lamenta pela reclamação, uma vez que esperava que problemas simples como esses ficariam no passado. “Não é que a gente goste de reclamar, mas ainda espero o dia que o servidor seja minimamente valorizado”, finalizou.

Ouvindo o outro lado
Questionada sobre a reclamação dos servidores e sobre a frequência em que o material é reposto, a administração municipal, enviou, por e-mail, nota afirmando que a reclamação não procede e deu mais detalhes. Confira a nota na íntegra:

“A informação recebida pelo jornal não procede. No dia 21 de fevereiro deste ano, os servidores receberam luvas, perneira e botina de borracha. Poucos dias depois, foi entregue o protetor solar. Sobre as vassouras, a empresa que ganhou o processo de licitação fez a entrega no dia 6 de março. No entanto, o material estava em desacordo com o exigido no edital. A Prefeitura notificou a firma e solicitou o envio de novas vassouras. Elas foram entregues no mês passado. Sobre a informação de quanto em quanto tempo o material é entregue, isso varia, pois depende da função que o servidor ocupa, já que em algumas o desgaste é maior, e da forma que os funcionários utilizam, pois alguns conseguem fazer a vida útil do material ser maior”.

COMPATILHAR: