Na segunda e terça-feira (10 e 11), servidores da Secretaria de Políticas Sociais de Córrego Fundo participaram de um curso oferecido pelo Ministério Público com o tema ?Políticas Públicas para crianças e adolescentes?, tendo como foco ?Acolhimento Institucional e Familiar?.
As atividades ocorreram na sede do Ministério Público estadual, por meio do Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça da Infância e Juventude do Estado de Minas Gerais (CAOIJ), em Belo Horizonte, e foram direcionadas para os atores sociais de Formiga, Córrego Fundo e Pimenta.
Participaram do curso Roberta Aparecida da Costa e Silva e Vivian e Silva, Conselheiras Tutelares; o psicólogo do Cras (Centro de Referência em Assistência Social), Juarez Geraldo da Cunha; além da coordenadora do Cras, Matildes Cristina da Silva.
A iniciativa do curso foi da Promotoria de Justiça de Formiga, por meio da Promotora de Justiça Clarissa Gobbo dos Santos. De acordo com a coordenadora do Cras de Córrego Fundo, o objetivo foi oferecer capacitação aos municípios na questão do acolhimento de crianças e adolescentes em vulnerabilidade social, e, especialmente, divulgar e dar implantação ao projeto Família Acolhedora. Este que tem como objetivo, substituir os abrigos municipais de menores, oferecendo melhores condições para os acolhidos, em lares provisórios, cadastrados e assistidos.
Matildes contou também que há demanda em Córrego Fundo para o Acolhimento Familiar, no Projeto Família Acolhedora, e, por esta razão, o curso foi de grande importância. ?A nossa intenção, agora, é acompanhar o desenvolvimento do Projeto Família Acolhedora na cidade de Lagoa da Prata, para, possivelmente, implantá-lo no município?, contou. ?Atualmente, existem duas crianças de Córrego Fundo abrigadas da Casa da Criança e do Adolescente de Formiga e podem surgir outros casos. Para situações como estas, Córrego Fundo deve estar capacitada para dar o melhor acolhimento e tratamento para os menores, minimizando os danos sociais e emocionais, obedecendo à legislação?.
O curso abrangeu, além de palestras, oficinas e visitas institucionais. Na oportunidade, os cursistas conheceram a Casa de Acolhimento Novella, modelo de abrigo institucional na capital mineira.

Comentários
COMPATILHAR: