A Polícia Civil prendeu cinco suspeitos de participarem de um esquema de lavagem de dinheiro e estelionato em Itajubá (MG). As prisões ocorreram durante a Operação Aspecto, que também cumpriu 12 mandados de busca na cidade.

De acordo com a polícia, o principal suspeito, de 36 anos, está entre os detidos. Conforme a Polícia Civil, ele é o proprietário de dois mercados, uma empresa de gás e uma empresa de motoboys, que eram inscritas em nome de ‘laranjas’, alguns com passagens por tráfico de drogas inclusive.

Durante o cumprimento dos mandados de busca, a polícia apreendeu seis automóveis, duas armas de fogo, seis motocicletas, grande quantia em dinheiro, cheques, aparelhos celulares, computadores, além de documentos.

Segundo a polícia, em menos de um ano os crimes movimentaram milhões. A Polícia Civil revelou que foi realizado o bloqueio de contas bancárias e a restrição judicial de imóveis.

A investigação começou no final do ano passado, após a prisão de suspeitos envolvidos com tráfico de drogas e integrantes do PCC. Com isso, os policiais identificaram um esquema de lavagem de dinheiro.

“Essa investigação é pelo crime de lavagem de dinheiro, na qual essa associação que foi presa estaria lavando dinheiro do tráfico de drogas e também da organização criminosa”, explicou o investigador de Polícia Civil, Cássio Poiani Marcello.

A equipe da Delegacia Regional de Itajubá investigava os crimes de lavagem de dinheiro, sonegação fiscal, receptação, associação para o crime e estelionato cometidos por uma organização criminosa.

Participaram da Operação 60 policiais civis, 12 penais e oito guardas municipais. Os suspeitos foram encaminhados ao presídio de Itajubá.

Fonte: G1

Comentários
COMPATILHAR: